Conta a sua história, Jaciara!

 

.

Hoje é o dia da Jaciara contar a sua história!

Começamos a conversar no início do mês, quando fiquei chocada com um dos seus comentários aqui no blog. Nele, ela dizia que já tinha ouvido o “conselho” de que ela alisasse o cabelo para ficar com uma “cara de limpa“. Meu Deus, ainda existe gente assim, sério? Então para o mundo que eu quero descer!!

.

.

Eu nunca gostei de cabelo alisado, mas isso não impediu a minha mãe de fazer tudo no meu cabelo, desde ferro quente até amaciamento. Eu detestava sair com aquele cabelo lambido.

Eu me lembro quando tinha era adolescente lá pela década de 80 e eu já gostava do estilo Michael Jackson e tive uma vizinha que dizia pra mim “por que vc não alisa o seu cabelo, fica com um aspecto de limpo”. É mole?

Além dessa da ” cara de limpo” quando eu trabalhei numa central de atendimento, com mais de 10 mulheres e na época boom da prancha, toda semana eu tinha que ouvir “Jaciara só falta você agora, faz menina pra ficar com uma cara de arrumada”….olha é triste!!!

Há muitos anos que uso cabelo enroladinho, nunca tive cabelão – um sonho que já abandonei, por sinal – o cabelon até já foi grande, médio, hoje tá curto. Tentei “imitar” você, mas infelizmente não ficou igual, o profissional cortou demais atrás, aí tá aquela coisa curta e enrolada atrás e maior com cachos na frente….agora é esperar crescer e tentar um outro look, mas sempre assumindo o crespo total…rs rs rs.

.

Olha quantos cabelóns a Jaciara já teve, gente:

.

.

;

.

.

E vocês? Já ouviram coisas bizarras relacionadas ao seu cabelo??

Advertisements

11 thoughts on “Conta a sua história, Jaciara!

  1. Fabi Julio says:

    Oi, Fê!

    Primeiro, devo dizer que já gosto de você de graça porque também tenho uma Fernanda que amo muito em minha vida: minha irmã!

    E segundo: Você também tem cabelos power volumosos como eu, também estudou no Pedro II, também é gulosa, engraçada… heehehehehe… . Resumindo: te acho uma gata! Sabe que a primeira vez que vi uma foto sua falei que você era a versão negra da Aline Moraes (salve o bocão sexy!). Hahaha…

    Você está no meu Google Reader, e só não comento mais em seu blog porque não dá para fazer por lá (e no trabalho, se não for pelo Reader, não consigo acessar seu blog – é bloqueado. Fuém…)

    Bom, mas voltando ao tema do post, devo dizer que já passei por situações peculiares. É bem verdade que a maioria das pessoas ama meu cabelo, mas sempre tem aquelas que amam nos outros – e alisam os delas próprias… rs. As situações que mais me recordo são:

    1. Fiz faculdade pública de Direito (UERJ) antes da diversidade trazida pela implementação das cotas, e eu sempre ouvia por aí que, devido a imagem de seriedade inerente a nossa profissão (qualquer que seja no meio jurídico), seria uma questão de tempo para alisar meus cabelos; como se ser séria tivesse algo a ver com cabelos…
    2. Meu namorado me contou uma vez que quando me descrevia para a namorada de um amigo dele, gaúcha típica, ela disse ser impossível eu ser bonita e ter cabelos enrolados. Na verdade ela disse que isso era impossível para qualquer mulher; e por último,
    3. Esse não foi específicamente comigo, mas uma vez, chegando em casa, subi no elevador com uma menina que devia ter seus 14 anos e cabelos como os nossos. Antes de entrarmos no elevador, um menino chamava ela à distância de leão. Quando entramos no elevador, falei que ela não era um leão, mas poderia ser uma leoa e que o cabelo dela era lindo, um luxo!

    Acho que a gente sempre deve dar uma palavra de perseverança para quem tem coragem de assumir o que nós brasileiras somos, em nossa maioria: mestiças, com bumbum e sem cabelos escorridos.

    Somo lindas assim!

    Ufa! Falei demais… sorry! Rs…

    Só reforçando que te acho uma graça. Muito sucesso!

    beijos,

  2. Karine says:

    Esse negócio de cara de çimpa é o cumulo do preconceito hein?

    Meu cabelo é cacheado, mas jah fiz muita progressiva pra alisar o bendito! nao era uma questão de odiar meu cabelo, e sim pratica mesmo, não levar muito tempo arrumando e etc. Até que meu cabelo não resistiu, quebrou e eu fiquei quase dois anos com ele “escondido” até ele crescer e ficar aceitável, sem falhas. hoje ele não tá ideal, mas to amando ter meus cachos de volta!
    Nem sempre todos esses sacrificios valem a pena né?
    Um beijo

  3. karina says:

    Eu também usava os cabelos alisados e de uns dois anos pra cá ele tá todo natural.Um black redondo completamente enrolado.estou amando,pela primeira vez na vida me sinto eu mesma.
    Mais o que parece é que o cabelo sendo crespo ou mesmo enrolado,ele agride as pessoas,elas se sentam mal e pra se sentirem um pouco melhor,acabam agredindo a gente com palavras.A última que escutei foi que eu estava com cara de hippie suja…..

  4. Erica says:

    o mais bizarro que aconteceu comigo foi de usar o cabelo lisão durante uns 3 anos por causa de um namorado que tive. Ele detestava cabelo cacheado… e eu estava apaixonada… Mas sabe, com o tempo fui percebendo o quanto ele era preconceituoso. Eu sou filha de pai negro e mãe branca, tenho a pele clara (mas não sou branca!!) e os cabelos cacheados, mas quando faço escova o cabelo fica liso lambido como se nascesse assim mesmo. Daí eu fui percebendo que esse namorado tinha uma certa vergonha de as pessoas perceberem que eu sou neguinha. Final da história: dei um pé na bunda dele e conheci (e casei) com um homem especial que ama meu cabelo crespo e meu nariz batatinha!

  5. Dani Freitas says:

    Adorei a história da Jaciara!
    Sabe, quando eu era mais jovem ouvi de uma menina que estudava comigo que meu cabelo era “ruinzinho”. Não fiquei com raiva, mas me magoei, porque só porque o meu cabelo não era liso significa que era ruim? Hoje eu tenho o maior orgulho do meu cabelón!

    Beijo

    Dani – Formando Divas!

  6. Jaciara says:

    Passei por aqui, li os comentários e fiquei bem me sentindo…rs rs rs. O do meu amigo Robson então foi motivo de glória pra mim. Hoje li o da Lidiane e já me deu vontade de ser mais black ainda, linda ela toda vida. Fê parabéns pela idéia, realmente o nosso black tem poder, o famoso Black Power. Beijos pra todas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s