Saia longa: dá pra ser elegante?

Durante a minha adolescência, vivi vários estilos: fui patricinha (mas não muito; usava o que estivesse na moda e tal); grunge (esse período durou bastante) e meio hippie. Nesse último, usava saias longas, geralmente acompanhadas de sandálias rasteiras e cabelão solto (até onde desse, claro). Cheguei a encontrar uma saia linda, com uma borboleta enorme estampada, em um baú da minha mãe (da época de solteira dela) e lembro que foi um dos modelos que mais usei.

Esse estilo ripongo geralmente era usado em dias de mais calor (era rata daquelas lojinhas indianas do Saara). Nos dias de frio eu virava uma sacerdotisa (estava lendo As Brumas de Avalon na época, favor relevar), e colocava saião, botas, uma malha de pontos abertos por cima e colares de crucifixos. Era nesses dias que eu me sentia mais linda.

.

Eu com 16 anos (com minha prima e minha avó)

.

Com o tempo e a idade, eu confesso que fui deixando de lado o saião. Não que eu ache feio ou algo do tipo, mas simplesmente achava que o estilo já não me cabia tão bem, pq eu mesma mudei.

Mas outro dia eu estava dando uma organizada no armário e encontrei essa saia linda. Fininha, no comprimento perfeito (adoro como ela quase encosta no chão, sem de fato arrastar a barra), e com essa estampa maravilhosa, que passa a impressão de que estou com as pernas pegando fogo. Mas o meu desafio foi: como conseguir usar a saia sem lembrar meus antigos looks ripongos ou “esotéricos”? Como usar a saia longa no ambiente de trabalho, sem parecer que sou uma louca viciada em horóscopo, entorpecida por incenso e moradora de uma casa com 45 gatos? (nada contra quem gosta de horóscopo/incenso/gatos, mas vocês entenderam o que eu quis dizer)

Simples: me inspirei em looks que já tinha visto por aí. Já estavam salvos em uma pastinha, e reuni os melhores para vocês se inspirarem também:

.

.

Percebam que as saias são bem fluidas (talvez pq um modelo estruturado e longo fique pesado demais) e de cores sóbrias. No caso do modelo estampado (lindo o animal print, não?), a menina combinou com acessórios mais escuros. E por falar neles, os acessórios aparecem marcantes, alguns até pesadões (veja o sandálião de uma das gêmeas Olsen não identificada na montagem do Who What Wear) – a ideia é fugir do colar de madeira, do anel de côco e dos brincos de miçangas, por favor.

Levando (alguns) desses detalhes em consideração, meu look ficou assim:

.

.

Saia e bata Totem. Bolsa comprada em Recife. Sapatilha Imporium. Cinto Ferdy. Colares Cupcake e Paula Velloso.

E aí, o que você acharam? Quem mais curte saias longas por aí?

Advertisements

33 thoughts on “Saia longa: dá pra ser elegante?

  1. Kate says:

    Ahhh, ficou bem linda de saiaoooo… Na outra foto vc estava nos EUA né? E pelo rostinho devia ter uns 16 anos. oje vc tem uns 24? (olha minha veia detetive)… É que nessa época se usava mooooito essas saias, me lembro que minha mae fazia uns vestidoes compriiiidos…

  2. Amanda says:

    Eu MORRO de rir com os seus posts, Fernanda, hahaha!! Adoro as suas historinhas sobre as peças! =)
    Achei chic sua foto no Rockefeller de saião!! E adorei a combinação nova também, esse sapato é um absurdo!
    Beijos!

  3. Carol D. says:

    Fe, vc ficou linda! A estampa da saia é maravilhosa e realmente parece que suas pernas estão pegando fogo! Adorei o look, mesmo!

    Eu tb estava pensando em tirar minha saia comprida do armário quando esquentar um pouco por aqui…

    Bjosssss

  4. Fezinha says:

    Amei, amei, amei! Tenho uma saia longa (muito) velha da MNG, e acabei de pensar que vou ver se ela passa no meu quadril (pq já era grande e agora está bem maior, néam?!). Álém de longa tem estampa liberty! Oba!

    Amei Fê…acho mesmo que vc deveria repetir com outras combinações.

    Beijo!!!

  5. Loli says:

    Eu não gosto de saião justamente pelo ar riponga que dá pra pessoa, acho que fica aceitável só se combinar com peças mais chiques. Mas com chinelo rasteirinha, blusinha light, bolsa informal… fica parecendo hippie sim, e dá a impressão que a pessoa não toma banho, sei lá. É puro rótulo e preconceito, eu sei.

  6. Joo says:

    Amei a saia, muito legal vc “reciclá-la”. Só acho que não precisava do cinto, pq afinal já tem estampa colorida, brinco, colar… de resto, super legal e criativo!

  7. Aline Aimée says:

    Adorei a descrição da sua fase hippie! Eu tb vivi isso, incluindo a mudança.
    E vc conseguiu montar um look bem elegante, que nada sugere de ripongo. Muito bem!

    Beijinho!

  8. suzane says:

    hahahhaha

    me vi na sua descrição, eu também era muito rata dessas lojinhas indianas do saara….hahahha
    Ainda tenho saias dessa época, mas realmente, me falta coragem de voltar a usá-las. Gostei muito da dica, mas ainda estou refletindo sobre o assunto.
    E quanto aos vestidos? Eu ainda tenho um que é nude, mas é bem “riponga”. Vc poderia montar um look mais classudo com vestidos também, que tal?

  9. Sacolada says:

    Eu só não uso saia longa por conta dos quadris largos.. pra alongar a silhueta eu gosto de saia mais curta e apertadinha, com um saltinho. ^^
    Bjinho,
    Prit

  10. Camilla says:

    Adoro essas padronagens praianas-chics da Totem. Seu look ficou super fino, adorei!
    Realmente, nada de menções à fase riponga.
    Oh, eu usei uma foto sua num post sobre sneakers, tudo bem? Se tiver algum problema, me fala que eu tiro.
    Beijão.

  11. Mari Barros says:

    Claro, que dá para ser chic com saia longa.
    Só saber se vestir como você. Ficou linda a prodção!
    Tem gente que veste parece um maria mixona. haha!
    Sabe fica toda sem jeito.

    ;*

  12. Ana Carolina says:

    Acho que todo mundo teve dois períodos na vida: o riponga e o do jeans e tenis all the time. Eu fiquei uns bons 5 anos só usando jeans e camiseta (tinha vergonha das minhas perninhas finas).
    Só fui usar vestido aos 18 anos! Adorei sua combinação, só acho que a bolsa deveria ser num tom mais escuro ou um rosa forte, minha opinião apenas.
    Ah! Eu estou reunindo fotinhas para enviar pro seu momento cabelón.
    Beijinho

  13. Gisela says:

    Sempre por aqui mas nunca comentO…adorei o PosT!
    Mais do que isso, não fico sem visitar seu blog, os post são fabulosos porém com tudo aquilo que eu quero ler…
    Sem CTRL C+CTRL V…você consegue compartilhar o que vc pensa com a gente…
    Amo Fê! BjO

  14. says:

    Oii, Fê! Adoro o seu blog, estou sempre por aqui. Porque você consegue ensinar tudo direitinho, mas com um toque pessoal, “humano”. Não sei se consegue entender, mas consegue expor perfeitamente todos nossos dilemas, cismas e encucamentos, sem ser o tipo de post formal, estilo “oi, sei tudo de moda e você deve usar isso, isso e mais isso!”.

    Quanto a saia, ficou ótima! Muito bom mesmo. Tenho uma verdona super comprida, até me inspirei e vou me arriscar pra ver se tenho o “dom” de não deixa o look riponga! 😀
    Beijos, menina!

  15. Dani Freitas says:

    Eu já fui resistente a saias longas porque sou baixinha, mas descobri que elas podem sim me deixar bem vestida. Eu adoro, principalmente os vestidões. Sua saia está linda!
    Beijo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s