I want you to WANT to do the dishes.

Parênteses pré-post:

(Imagina que, antes de vir à Terra, Deus diz pra você: olha, você vai ser bem gata. Waay, hot, baby!  e vc pensa bastante?  Ao que ele responde olha, com 40 você vai colocar as meninas de 20 no chinelo. Aí você pensa que a vida não é só isso, né? Mas vou ser burra, meu Deus? Não terei nenhum talento? O todo-poderoso responde: oooolha, algum talento você vai ter. Nada demais, vai. Mas vai ser atriz e o mundo todo vai te conhecer! Olha que bacana. Você desconfia de tanta coisa boa, pergunta qual vai ser a parte ruim. Ele te conta: vc vai pegar um cara muuuito gato por algum tempo, mas aí não vai dar certo e vc não vai conseguir ficar com ninguém por muito tempo, sabe? E a mesma coisa na carreira: vai fazer um papel muito marcante, e depois só filminho meia bomba. Topa?

Você topa.

Aí você acorda e descobre que é a Jennifer Aniston!)

.

Há!

,

Então, eu não adoro esse filme e ele também não quer dizer que eu vá Fabiojuniorzar e me separar depois de 2 meses. O relacionamento vai muito bem, obrigada. O fato é que, toda vez que eu tenho que arrumar a casa, me lembro dessa cena. Pq eu insisto pro João mover uma palha, sair do computador e passar uma vassoura na casa, tirar a roupa da corda, o que for. E é aquela coisa pode ser mais tarde? Não, poxa, mais tarde a gente pode almoçar, ir ao cinema, ficar deitado juntinho, ver TV e outras coisas melhores. Mas é sempre um parto. Já conversei com ele, e foi uma coisa bem como essa cena (não consegui legendada), em que a personagem da Jennifer Aniston diz quero que você queira lavar os pratos. Pq o que eu quero é que ele olhe para um algodão de poeira (sabem o que eu quero dizer?) e ache que aquilo não deveria estar lá. Que ele veja que a máquina está cheia de roupa que precisa ser estendida. Essas coisas. Não sei se é possível… mas sigo tentando.

58 thoughts on “I want you to WANT to do the dishes.

      • Flavia Porto says:

        Oi Fê, seja bem vinda! Eu vivo esse dilema e já desencanei, a diferença é que se ele não fizer vai ter q pagar alguém que faça…não somos escravas…eu chego hiper cansada em casa (eu volto de metrô + bus e ele de carro…hum)…dia desses eu disse “NÃO ENTRO NO QUARTO ENQUANTO ELE NÃO TIVER ARRUMADO”…fiquei sentada do lado dele e em menos de 3 minutos ele levantou e foi arrumar a bagunça…
        Ah, tbm quebrei metade da louça q estava na pia e disse “VC NÃO LAVA E EU TBM NÃO, MAS AQUI É QUE ELA NÃO FICA”…Pode parecer radical, mas homem não cresce e tem q ser tratado q nem criança, menos no quesito dinheiro, a gente pode ser independente, ajudar nas contas mas são por esses e outros motivos q a fatia maior do orçamento deve ser deles !!! E outra, a gente sempre vai carregar a “cruz” de ter comida pronta em casa, roupa limpa, passada…
        Falei tudo isso pra dizer “MEXE NO BOLSO Q ELE APRENDE”

  1. Raquel says:

    Olha, quando eu morava com Mamis eu era assim: só fazia se ela pedisse e quando eu quisesse. Agora casei e meu marido espalha copos pela casa, roupas, pratos, tira toda a loça do armario, etc. Deve ser tipo um carma, sabe? Não surto porque não estou trabalhando, então eu faço tudo numa boa, mas se eu trabalhasse ele teria que fazer a parte dele, oras.
    Homem não repara em casa suja, em coisas para fazer: ou você avisa qual é a parte dele ou sei lá, toma um calmante, paga uma empregada, vive na sujeira, porque ele não vai perceber o que precisa ser feito. Quando as coisas saem do controle ele até oferece ajuda, mas eu tenho que ir orientando. As vezes ele cozinha também, mas pela sujeira que ele faz prefiro que ele nem cozinhe… Homens são homens, né?

  2. Paula says:

    Depois de assistir a esse filme, mudei minha opinião sobre eu querer que ele saiba que tem que fazer alguma coisa dentro de casa pra ajudar, sabe? Ele me falou algo assim: “viu, quem em sã consiência QUER lavar louça??”. Na verdade, eu tbm não quero, então pra não brigar, eu aprendi que QUALQUER COISA de serviço de casa que eu queira que ele faça, eu tenho que pedir. Pq ninguém quer fazer por que gosta. Nem eu.
    Sossega, amiga. As coisas vão se ajeitando… É difícil achar um homem que realmente se importe com a casa suja, a ponto de levantar a bunda do sofá e ir limpar. O que faz a gente seguir em frente é o amor enorme que a gente sente por eles…
    Beijinhos!!

    • Fernanda Alves says:

      É muito amor sim. Ele é a pessoa mais bacana que eu conheço, a mais linda e carinhosa e pura mesmo. Se não está me ajudando nisso, é pq ainda não se acostumou, e não por maldade. Vai dar tudo certo, tenho certeza!😉

  3. anacintra says:

    Fê das duas uma: ou vc ´pede para que ele faça (delicadamente, mesmo que vc queria arrancar a cabeça dele com os dentes) ou faz assim…deixa rolar Um dia deixa a louça, vai deixando até não ter copo….vc vai ver q ele vai se tocar!
    O importante é além de vc não se estressar, não bancar a maezona faz tudo….eles se acomodam!
    Como dia a Aline, welcome to married life!
    Ahhhh segredo: posso te dizer de cadeira, pq aqui a preguiçosa era eu ok? E o Marcelo mudou tudinhooooooo hj somos 2 cuidadores de casa!
    BEIJO

  4. Lilis says:

    No final das contas mulheres somos todas iguais então!
    Estou na mesma situação e cheguei a pensar que eu sou o problema por querer minha casa arrumada.
    Odeio ter que pedir: por favor arruma tuas coisas! Por favor me ajude com os pratos! Por favor conserte o chuveiro de uma vez! Deixemos nossa casa limpa! Venha a comer que o jantar esta pronto e deixe de brincar com o computador!
    Eu não quero um filho quero um colega… da vida.
    Peço muito?
    Será mesmo que homens são de marte e mulheres de venus?

      • Flavia Porto says:

        Se recuse mesmo! Eu amo o meu marido mas são 3 anos de casada e 8 de relacionamento e essa tarefa é árdua e ainda continua quase tudo na mesma!!!hhahahaha…

  5. Claudia Freitas says:

    Bem vinda a vida real. Ele não vai mudar, ao menos o meu não mudou, quem cede sempre é a mulher a gente cansa de brigar e cansa de sentir raiva do cidadão e passa a nutrir raiva pra senhora mãe dele que a gente pensa ser a responsável por isso.

    Eu cansei e parei de me estressar agora to começando a deixar de sentir raiva da mãe dele! kkkkk

      • Claudia Freitas says:

        Fer, no meu caso eu cansei! Cheguei a quase fazer as malas, num sábado quando cheguei do trabalho fiz almoço e fui limpar a casa, pedi ajuda dele e ele simplesmente dormiu no sofá, cansei de ficar magoada com ele e de gritar. Não queria ficar pedindo pra ele fazer as coisas então deixei, hoje depois de 3 anos ele me ajuda, estende roupa no varal, mantem a ordem e coloca o lixo na rua, mas depois de muito choro de ranger de dentes meu. Limpar mesmo ele não limpa e depois de um tempo ele contratou uma faxineira quinzenal, brinco que esse foi o melhor presente que ele já me deu, com o tempo a gente se acertou, mas no inicio do casamento foi tenso, pq eu ficava muito indignada e com raiva mesmo.

  6. débora says:

    tomara q vc consiga e da maneira mais serena possivel! pq a convivencia é uma coisa mega dificil! vá com calma e com jeitinho, pra não desgastar e isso se tornar um problema, gata! =*

  7. Caroline Santos says:

    Realmente homem não liga se a casa estiver de pernas para o ar… a tv e o pc funcionando tá muito bom..
    Vamos dizer que é bom quando você pede e ele vai… e quando ele não vai?! E quando você trabalha o final de semana todo e acha que pelo menos a criatura vai passar uma vassoura na casa e trocar os lençóis… mas nãoooooooooooo isso não acontece…
    Ou criamos uma briga diária… ou paga-se uma empregada ou descarrega frustração no serviço (ao invés de ser na cara dele).
    E por vezes a culpa nem é da mãe… é pq como disse a colega anterior… ninguém gosta de fazer, nós fazemos pq não suportamos a casa suja e TODAS as coisas fora dos lugares…

  8. marcela says:

    Mas a mãe dele é responsável por isso!!! Ela criou um homem que acredita que qualquer pessoa a qualquer tempo deve limpar a sujeira dele, menos ele no tempo de agora!!!

    Ou vc acredita nisso ou acredita que seu marido pouco se importa de viver num lugar sujo e bagunçado.

    Eu acho a segunda opção menos arriscada pro relacionamento…rsrsrs

    • Fernanda Alves says:

      Não sei se a mãe dele é responsável por isso, Marcela (aliás, cuidado com o que vc comenta aqui, ele lê o blog, os parentes dele lêem o blog, nós não somos personagens, beleza?). Pq na casa dos meus pais eu não movia uma palha. Eu lavava a louça muito de vez em quando. Meu quarto era o CAOS (tenho fotos). Acho que dá pra contar nos dedos das mãos as vezes que fiz a minha cama. E, no entanto, estou fazendo o esforço para manter a minha casa limpa e organizada. O que eu quero é isso, o esforço.

  9. Nina says:

    Potzzzz…mas acho que é assim msm… Tanto eu qt meu digníssimo somos PHD na desorganização! Só arrumamos direitinho nossos livros…já tive o horror de ficar meses com uma mala gigante cheia de roupa por preguiça de colocar no armário – tava tudo limpo, mas e a preguiça?rsrsrssrs As roupas ficam na poltrona ou no sofá do quarto por dias, até que toda peça desapareça do armário!huahuahauha que horror! Se bem que tem dias, que tenho “ataque de arrumação”, daí saio feito maluca arrumando os armários (mas é raro!hauhauha)…

    Olha, torço pra que seu digníssimo tenha uma vontade do nada de lavar a louça uma hora, ou estender uma roupa no varal e por aí vai, lindona…rsrsrs Falando sério, é um saco msm ter que fazer tudo sozinha ou ficar pedindo…ninguém merece!
    Apelo para as mamães de meninos: é desde pequeno que ensina o caminho prá criança po! hehehe
    bjos sua linda de viver!

    • Fernanda Alves says:

      Eu sou a bagunceira MÓR. Houve momentos em que, na casa dos meus pais, era impossível ENXERGAR O CHÃO do meu quarto. Por isso mesmo eu estou fazendo um esforço divino para ser a organizada da casa. Pq meu primeiro ímpeto é tirar o sapato e deixar no chão da sala, sabe? Mas quero que as pessoas me visitem e achem minha casa bonita, e não um pardieiro! hahha

  10. Juliana says:

    Ahaaaa
    Acho que é impossível flor!
    Pode até fazer com boa vontade no coração, mas alguém tem que avisar pra ele…
    Às vezes tenho a sensação de que tenho três filhos… é, bem isso!
    Se te conforta saber, um dia vc vai se acostumar. rsrs
    bJu😉

    • Fernanda Alves says:

      Aí que ta, Ju, não quero me acostumar. Não quero ser aquela esposa que fica de quatro escovando o chão enquanto o marido está no sofá tomando cerveja e vendo o futebol. Eu me recuso a ser essa mulher que recolhe os copos da casa, sabe? que fica colocando apoio pra não manchar o móvel. Eu acho que querer limpar ninguém quer, eu acho um porre, mas me incomoda muito mais receber amigos em uma casa suja, não poder andar descalça na minha própria casa (adoro) ou abrir a gaveta e não ter uma camisa limpa pra usar. Eu quero é que ele se incomode.

      • Flavia Porto says:

        Shiiiii…essa tarefa vai ser difícil, mas tô torcendo por vocês!!!
        Como já disse em alguns comentários, pede pra ele pagar uma empregada, alguém que vá pelo menos uma vez por semana…
        Você não precisa ser a esposa q escova o chão enquanto ele fica vendo TV…

      • Juliana says:

        Não flor, não é se acostumar com a bagunça não. Isso é loucura mesmo! Nem fazer tudo sozinha, se os dois batalham, não é justo um só cuidar da casa, as tarefas devem ser divididas mesmo.
        O que eu disse que vc vai se acostumar é a dar uns toques nele sobre o que fazer, rs. Pois é comum que os homens não tenham essa iniciativa de acordar e pensar: “a casa tem que ser varrida”… mas se vc pedir eles até fazem com boa vontade e carinho. Até pq é muito mais gostoso curtir uma tarde de domingo com programinhas caseiros quando está tudo no lugar. Pois assim o ambiente fica muito mais aconchegante. E a gente despreocupada.🙂
        bJu

  11. Alê says:

    Meu ex não levantava uma palha. Agora escolhi um que me ajuda pq aquilo me fazia mal. Afinal sempre trabalhei e paguei minhas contas. Por que deveria fazer tudo sozinha em casa?

    Mas se seu love é muuuito fofo e vc pedindo ele te ajuda… tá valendo. Pq defeitos todos temos…

    Alerta para as mães: Eduquem seus filhos para ajudar nos serviços domésticos. Senão, vai ser problema na certa.

  12. Ashen Lady Lady says:

    Triste sina a nossa que casamos com homens que acham que a casa é mágica e se limpa sozinha.
    Eu ainda tenho fé que essas moças bonitas e inteligentes que estão criando garotos agora não repitam essa educação determinista de gênero.

  13. Natália says:

    Olha, isso é bem comum, e te digo que são ponteiros que vão se acertando ao longo do tempo. A não ser que você tenha escolhido um desses mega mimados pela mamãe, uma hora o João vai se tocar e notar que contribuir pras tarefas da casa é uma parte de se sentir dono dela também, e não mais filho ou hóspede. No meu caso, eu sou a bagunceira do relacionamento, mas me esforço pra manter tudo em ordem e tenho até ficado mais nervosa de deixar a louça virando noite, hahaha. No entanto, sequer sei mexer na máquina de lavar, quem faz isso é o maridão, que não aguenta também ver roupa estendida muito tempo (ele tá viajando, se soubesse que eu deixo quatro dias a roupa seca no varal ele ia me matar… hihihi). Boa sorte e beijos!

  14. Lual says:

    muuuuuuuita conversa. muita mesmo! e de vez em quando ele ainda vai fazer com cara de saco cheio. depois volta tudo pra estaca zero. e é muuuuuuita conversa de novo. outro dia minha sogra disse que ela era culpada, pois não o ensinou a fazer, mas veja bem, eu tb aprendi fazendo, né? lá na minha mãe eu fazia pouca coisa. mas pra aguentar, vivo repetindo meu mantra: don´t worry, be happy! pq isso é um saaaaaaaco. deixa eu te dar umas dicas:
    – as roupas para serem lavadas ficam no cesto de roupa suja, né? só lave aquelas. se ele espalha pela casa, deixe-as lá. um dia vai faltar roupa e vc diz toda sorridente: ué? era pra lavar? lavei todas as que estavam no cesto! achei que essas você ainda ia usar.
    – se a toalha fica sempre em cima da cama ou toda amassada em qq lugar, em um ou dois dias ela estará com cheiro ruim. não troque e nem deixe ele trocar. é só dizer que vc não não pode ficar lavando toalha todo dia! haja conta de luz.
    – comece a fazer tudo o que você quer que seja feito na mesma hora e no final do dia fique muito, mas muito cansada. a ponto de só querer dormir. ele vai sentir que vc está cansada demais e talvez pergunte se quer ajuda. daí é só aproveitar!!!
    – sempre que cozinho, o combinado é que ele lave a louça. mas sempre fica pra depois, depois, depois. essa está sendo a tarefa mais difícil. ainda não consegui fazê-lo lavar sem pedir. e ainda assim ele pede pra ser depois ou lava de cara feia. quando aprender um outro jeito, escrevo aqui. hahahahahah

    • Fernanda Alves says:

      ADOREI AS DICAS!!! Isso é que é mulher inteligente! Eu acho que a gente tem que ter um jeitinho pra pedir, pra convencer, não pode desistir e se resignar! E quanto às louças, eu não posso reclamar: sempre que eu cozinho, o namorado lava. Ele assumiu isso como um compromisso de VIDA (e ao que parece, única responsabilidade de limpeza) e, junto com recolher o lixo e colocar pra fora, é uma das coisas “de casa” que ele faz sem que eu precise pedir. Há esperança! Eu acredito!!

  15. Lual says:

    – ah, quando a casa estiver o caos, convide um amigo em comum!!! se tiver cuecas espalhadas na sala, melhor ainda!!! e se for um amigo desses mais íntimos, peça a ele que reclame da bagunça. se for seu pai, então!!! aí vai ser 10!

  16. Juli says:

    Comigo é o contrário …sempre fui mimada, mas na vida a dois não tem jeito mesmo tive que botar a mão na massa ! Eu lavo, passo, troco o lençol, cozinho e meu marido limpa banheiro, chão, lava louça, tira o lixo. Eu faço os serviços mais leves e ele os mais pesados.Ele faz sem precisar mandar,graças a sogrinha! Vida de casada não é fácil não!!!

    • Juli says:

      Esqueci de dizer minha maninha tem um namorido bagunceiro e ela era uma5 megera, aí não dá certo. Então ela começa fazer piada e dá a vassoura e coloca todo mundo para limpar.

  17. Pam says:

    Welcome to JUNTADOS World!
    Olha Fê, ainda estou pra casar, mas de antemão desde o início eu colocava o Marc para me ajudar.
    E embora eles prometam que irão te ajudar, que serão cooperativos e que as tarefas serão divididas, isso é pura balela!
    Haverá sempre alguem que irá trabalhar mais (e geralmente somos nós mulheres).
    My boy e eu fazemos assim (durane os meses q estamos juntos):
    – Eu limpo a casa uma vez por semana;
    – Ele limpa o escritório, as janelas e lava a louça do fds;
    – Eu lavo o banheiro e ele faz a manutenção;
    – Fazemos juntos as compras.

    NUNCA espere que ele tome uma iniciativa e comece a fazer tudo sem vc pedir. Isso NÃO IRÁ ACONTECER!
    Sorry baby… mas vc vai ter que fazer papel de chata, parecer chata e por muuuuitas vezes ser chata e mandar o namorado se mancar e te ajudar.

  18. Tífani Albuquerque says:

    Querida Fê, bem vinda a vida de casada. rsrs
    Isso deve ser uma espécie de dna que vem nos homens, ou algo assim, é quase genético!!!!
    Já estou “casada” a 10 meses e as coisas só funcionam na base do: Vamos arrumar a casa agora, pega aquele pano e limpe as janelas com esse vidrex enquanto eu lavo a cozinha. E daqui a 30 min ele volta e me diz: – e agora? o que tem pre fazer?

    Tem roupa na corda, e roupa pra lavar, tem roupa dele e sapato espalhado pela casa, tem o banheiro inteirinho pra lavar, pó no rack e a casa toda pra varrer (isso só pra falar no mais básico.. E sabe o que acontece? Ele nunca entende porque não pode ficar pra depois, o que quer dizer não arrumar nem limpar nada por 20 dias… rsrsrsrs

    Gata, esqueça, o melhor é unir forças e arrumar tudo em conjunto. Ele nunca vai ver por si só o que a casa precisa… rsrsrs

    Bjos e boa sorte aí!

  19. Tífani Albuquerque says:

    Fê, esqueci de dizer…
    Não vira megera não, é mt chato, e a gente se sente mal…. O lance é ir aos pouquinhos mesmo e vai dizendo o que ele tem de fazer… Assim com o passar do tempo vira hábito!

    E qto as dicas da LUAL, ela tem toda razão. Usei algumas táticas dessas e surtiram muito efeito…

    Beijocas

    • Fernanda Alves says:

      Nossa, nem me diga. Não quero virar mãe, não quero ser megera, mas também não quero ser empregada. E haja tato pra convencê-lo disso!

      As dicas da Lual foram tudo de bom!!

  20. Natália Nogueira says:

    Fê, tenha um pouco de paciência (é difícil mudar os hábitos de um dia para o outro) e converse (com muita calma e amor – sem briga) com ele quantas vezes forem necessárias para que ele entenda que você PRECISA da ajuda dele (pelos motivos que vc descreveu no post) e também porque é muito desgastante e cansativo cuidar da casa sozinha, além de trabalhar, né?!

    Já que vc disse que ele lê os posts, quem sabe ao ler todos os nossos coments ele perceba que realmente precisa te ajudar nas tarefas.

    To gostando muito dos posts sobre sua vida de casada! Namoro e estou me preparando para casar em breve e amo conhecer a experiência dos outros (tanto que sempre lia o blog Recém Casada – “lia” pq hj em dia ela não posta mais nenhum tópico interessante #prontofalei rs)

    Continue nos contando suas experiências!

    Beijos

  21. hoje vou assim off says:

    Fe, no meu primeiro ano com Paulo eu gritava. Berrava. Esperneava. Estava de saco cheio dele e ele de mim. Até que eu me toquei: não vai adiantar. Sentamos e conversamos tudo que nos incomodava, e eu disse: Por favor, eu só posso contar com vc! E parece q a ficha dele caiu e a minha tb.

    Mas não pense que ele vai enxergar sujeira como nós enxergamos. Não vai. As dicas da Lual são as minhas também. A gente tem q usar nosso charme feminino.

    Um dos dramas era limpar a caixa de areia do gato, o gato que ELE trouxe pra casa. Ficou combinado dele limpar e ele nunca limpava. Um belo dia catei um cocô e botei no meio do área, aí falei: Amor! tadinho do gato, a areia está tão suja que ele fez cocô fora dela, coitado, que sofrimento pro bichinho… hahahaha, o Paulo chegou a chorar de tristeza e nunca mais deixou a areia suja! hahaha

    Mas hoje tb eu relaxo com algumas coisas, o timming deles eh mais lento. De tempo pra ele botar a mão na consciência e ver que vcs precisam um do outro. Morar junto não é só love, não. Mas não se estresse tanto: não vale a pena.

    Tb já deixei ele sentir na pele em alguns momentos: ele convidou amigos pra virem em casa tomar vinho. Eu disse q ele seria o responsável por organizar tudo. Ele não comprou nenhum quitute, não lavou os copos novos, não trocou a lampada do banheiro. Quando os amigos dele chegaram, fizeram cara feia: não tinha luz no banheiro, estavam com fome e queriam beber outras coisas que não vinho. Aí eu falei: “viu? as pessoas se importam sim. Querem ser bem recebidas. Vc não gostaria?”

    Um beijo!

  22. Giselle says:

    Uauuuuu me identifiquei a lot…. Sem querer te desanimar, mas e praticamente impossível eles verem a máquina cheia de roupa ou a pia cheia de loucas, mas tb tenho esperanças, mesmo já tentando a quase 3 anos…..bjz

  23. Alini Raquel says:

    Fer

    Adorei o post, estamos em 2011 falta apenas 1 ano para o mundo acabar (profecia maia kkkkkk) e ainda a gente tem que brigar por causa da roupa espalhada, dos copos espalhados e entre outra coisas. Acho que não tem nada ver com a educação materna…por que cada um sabe o que certo ou que é errado depois dos 18 anos rsrsrsr. E o João depois dessa mobilização vai concerteza te ajudar…senão vamos criar uma campanha no twitter …#ajudaaFerJoão

    • Flavia Porto says:

      Mais um comentário…e não é nada pessoal com a mãe do João hein…nem a conheço…
      Acho que isso tem mais com “criação de menina” x “criação de menino”
      Tipo, minha mãe me cobra se o Marcelo tá comendo bem, se tem roupa passada e etc…a mãe dele me cobra as mesmas coisas e para as minhas cunhadas tbm…v se pode? E outra, pode se preparar para responder a seguinte pergunta (q será feita pela mãe, pela tia, pelos amigos) “Fê, tá fazendo comida p/ o João?”
      aiaiaiaiaiaia…tem q ter paciência!!!

  24. Analu says:

    Bom, vc mesmo diz que na sua casa não movia uma palha e seu quarto era o caos completo.Sua mãe te deserdou por isso?! rs E imagino que ela devia ter bastante trabalho pq, além de vc, tinha seu pai e um ou dois irmãos (??? Não me lembro, mas tenho a impressão de ter lido sobre teus irmãos no aqui no blog.)

    A mudança foi pra vc e certamente para o João também.Vc comprou a idéia de ter a casa lindinha, limpa e arrumada, ele ainda não.Mas foi ele que, há bem pouco tempo, sentou com você pra te ajudar com o problema das contas, sendo compreensivo e te dando uma mão.Ele entendeu a sua fraqueza.Seria justo se vc entendesse um pouco da dele, não?! Respeito a opinião de algumas, mas discordo que ataques e chantagens emocionais sejam a boa solução no caso do João.Certamente ele gostaria que vc não entrasse no vermelho, certamente vc gostaria que ele colaborasse mais nas tarefas domésticas.Ninguém é mesmo perfeito.E de perto,menos ainda.Morar junto é muito mais responsabilidade mesmo.Formar uma família, mais ainda.Acho que faz toda a diferença do mundo não perder a paciência e ter toda a boa vontade do mundo.

    Pelo que conheço do João através do que vc fala dele, eu recomendaria que vc comprasse pra vocês o livro ” Organize-se” da Donna Smallin, Editora gente.A mulher é especialista em limpeza, organização e simplificação de vida e coloca a questão de uma forma bem pragmática no início do livro, realmente convencendo as pessoas das vantagens de serem mais organizadas.Ser organizado, por exemplo, poupa $.Meu chute é que o João é do tipo cooperativo e que vc tem sorte.Ele só precisa ser convencido racionalmente das
    vantagens da organização e limpeza da casa para ambos!

  25. LaReK says:

    Nossa… ler tudo isso me deu duas sensações:
    – não estou sozinha;
    – problemas culturais…
    Uns fazem um pouco mais, outros menos, outros nada… O duro que a maioria das mulheres pede uma ajuda, quando, na verdade, isso deveria ser uma das obrigações que são compartilhadas pelo casal. Já tive várias briguinhas com o namo sobre isso (e nem moramos juntos) e sei que quando morarmos juntos virá uma fase de adaptação com muita conversa e paciência, rs.
    Mas, assim como vc, não vou me acostumar com o que não faz bem para mim.

    Beijinhos!

  26. says:

    Fê. Quando fui morar junto ele fazia, pois tinha consciência que era puxado para mim. Sempre deixando claro que não gostava. Ele foi criado com duas empregadas em casa, então nunca precisou fazer nada. Hoje ele não faz quase nada, mas aos poucos equipou a casa toda para me poupar (lava louças, aspirador, maquina de lavar roupa, ferro de caldeira, faxineira quinzenal), segue as minhas instruções de conservar a limpeza e a organização; e se preciso de uma mãozinha ele vem numa boa.
    Com um porem: se eu deixar um sapato na sala por conta de uma pressa maior, ele vai e faz igual. Na lógica dele se eu fiz é porque tá liberado… Daí eu mesma me policio para não perder a rédea da coisa.
    Com esse amor lindo que vcs tem, vcs vão tirar de letra tudo isso!
    Boa sorte!😉

  27. cnsilva says:

    Fê, os homens enxergam diferente. Eles vêem a mesma imagem que nós, mas o cérebro deles interpreta de outro jeito.
    O olhar feminino interpreta como fora de lugar tudo o que se depositar indevidamente nas superfícies planas da casa, desde o chão, assento do sofá, mesa, bancada, pia, enfim. Queremos as superfícies planas da casa livres de tralha.

    O olhar masculino capta apenas o layout do ambiente. Então, se o sofá não estiver de cabeça para baixo, por exemplo, está tudo certo. Eles não registram as coisas depositadas em cima do sofá, largadas em cima da cama, ou pelo chão. Se o chão estiver em baixo e o teto em cima, se a cama estiver no quarto, é o que basta pra eles entenderem que está tudo em ordem.

    Pra não viver em guerra (sou “juntada” há 8 anos), faço tudo o que estiver me incomodando. As roupas que ele larga pelo chão vão direto pro cesto, mesmo estando ainda limpas. Dane-se. O que me incomoda é que elas estejam no chão. Chega uma hora que ele fica sem roupa, e o cesto está cheio de roupas limpas, daí ele vai lá catar reclamando. Nem ligo. Eu desobstruí o chão que era o que me incomodava. Tenho um agravante que é um enteado pior que o meu marido. Aplico o mesmo princípio. Pego a bagunça dele, embolo tudo e jogo no armário. Outro dia, enrolei uma meia podre de chulé no travesseiro dele, e taquei tudo no armário. Resultado: ele teve que dormir cheirando aquela podridão. Sobre a louça, se a pia estiver suja, eu não faço comida. Digo que perco o tesão de cozinhar com a pia suja. Daí, ele tem que me pagar um jantar. Faço somente o que me incomoda, e na medida exata do meu incômodo. Não sou mãe de ninguém. Se faltar roupa pra ele, se faltar comida pra ele, se eu por ventura não tiver tempo pra fazer o programa que ele quer, isso é problema dele. Aí então ele se mexe.

    Enfim, resumo da ópera: se está te incomodando, faça. Não espere que ele se incomode, porque isso não vai acontecer tão cedo. Ou, quando acontecer, você já terá amargado vários dias de incômodo. E isso dá câncer.

  28. cnsilva says:

    Complementando. Eventualmente, baixa uma mulher de Chico Buarque em mim e eu, com açúcar com afeto, faço mimos para ele, independente de qualquer bagunça, só pelo prazer cuidar de alguém. Lavo a louça toda e ainda faço um belo jantar. Mas isso é só quando eu estou muito, mas muito inspirada. E ele fica tão agradecido que até tenta retribuir cuidando melhor das coisas. Claro que esse efeito tem um curto prazo de validade, e logo voltamos à normalidade.

  29. Carla says:

    humm….eu tenho sorte viu?! Acho q pq marido ja morou sozinho um tempo e não tinha empregada nem mãe pra fazer!! Agora, posso confessar?! Eu gosto de serviços de casa, me dá prazer ver tudo em ordem…gosto, e faço mega rapido…..mas, não sei se vai durar essa minha “paixão” hehe……………………………bjossssss e sorte ai com o maridão que tudo se ajeita sim😉

  30. Aline Aimée says:

    Diarista salvou nossa relação, hahaha.
    Mas tem coisas que só nós podemos fazer ou manter.
    Timing de homem é uma loucura. Nunca acha que tá ruim, bagunçado ou sujo.
    É aí que nos estressamos, pq a essa altura, já achamos que está um chiqueiro.
    Já fiz o mesmo que a Lual, várias vezes. Uma hora eles se mancam, mas voltam a estaca zero. É um ciclo.

  31. Mari says:

    OMG! Eu sou o João e o Vinícius é você, Fê!! Nós brigamos muito por isso, eu bagunço tudo e ele vem atrás de mim arrumando.

    Na defesa do João, só tenho a falar que não fazemos por mal. E se nos pedirem, nós fazemos … mas se puder fazer daqui a pouco ………………………

  32. João says:

    Este post é no mínimo patético.
    Você está passando uma imagem de sujo e desorganizado de mim que não é verdadeira.
    Acho que vc devia avisar no post que quer lavar o banheiro todos os dias, assim as pessoas conseguem dimensionar melhor as coisas.
    Sinto muito, mas eu não vou fazer isso, muito menos o farei qdo vc “mandar”.

  33. Geiza says:

    Oi, Fernanda. Estou pra te escrever tem um bom tempo, mas nunca consigo.Nesse extato momento estou entre lap top e um prato de almoço, mas é a horinha que dá…Sigo seu blog e sempre pego várias dicas suas e num desses post lembro que vc disse que adora colocar pisca pisca nos objetos, Então prepare-se para um convite: eu tenho um Bar Galeria que é ali no Morro da Conceição, sabe onde é? No finalzinho da Rua do Acre. Pois bem nós temos uma Santa que está um pisca pisca e achei a sua cara! Qd vc tiver perambulando, vai lá conhecer! Sábado agora teremos uma Roda de Samba às 14h, Entra depois no site e veja http://www.barimaculada.com.br. ou no face vc coloca Bar Imaculada !!bj

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s