Décor por todos os lados

Eu lembro que, quando usava tranças, passei a ver um monte de mulheres na rua trançadas também. Era como se o mundo girasse ao meu redor e pronto, a moda afro tivesse voltado com tudo. Eu lembro que andava pela rua tipo em propaganda de produto para jovens, tipo dando oi pro mundo, sabe? Era engraçado, pq rolava aquela empatia, a pessoa olhava pra mim, retribuía ao oi, era tipo uma série de TV (na verdade isso ainda acontece quando encontro meninas de black. Rola uma identificação, tipo euseiqtônasuaevctánaminha).

É, às vezes eu viajo.

Bom, só pra dizer que, quando vc passa a se interessar/viver um determinado assunto, ele parece pipocar ao seu redor. Fato que ele sempre esteve ali, mas você passa a notá-lo e ele engrandece a sua vida de uma forma que torna aquele momento ainda mais especial.

Estou vivendo isso com decoração.

Parece que todas as lojas capricharam mais. Parece que todos os detalhes passaram a saltar aos meus olhos. Então resolvi fotografar algumas coisas e trazer aqui pra vocês:

.

.

Eu fiquei simplesmente apaixonada pela decoração da Checklist nesse inverno. Que delicadeza! A parede colorida (tô amando flores de uma forma que não consigo explicar, só visitando a minha casa pra saber), o móvel vermelhão, os objetos retrôzinhos e os mil quadros e espelhos me fizeram ter vontade de morar aí.

.

.

A Maria Filó é a minha paixão há tempos, acho que foi a primeira loja a assumir essa decoração de “casa de bonecas”. Eu adorei os mil quadrinhos na parede (estou tentando algo semelhante aqui em casa) e o móvel em laca, que é essa técnica de pintura que deixa o móvel super brilhante, parecendo um vinil.

.

.

A Rua Senador Bernardo Monteiro, em Benfica (RJ) é conhecida como a “Rua dos Lustres”. Lá você encontra as maiores lojas com preços mais amigos. Semana passada fui lá com meu pai comprar uma luminária de pé aqui pra casa (já já tem post sobre as novidades do apê) e reparei nesse enfeite tão simples e fofo em uma das lojas. Nada mais é do que uma bombonière (vc encontra até em loja de R$ 1,99, só mudando o tamanho e o material) cheia de flores artificiais dentro. Não fica uma fofura?

.

P.S.: Sou alocka do vidro aqui em casa. Quem me segue no tumblr já deve ter notado que eu não resisto a garrafinhas e flores. Adaptei várias idéias aqui pra casa, fotografei e vou fazer um post pra mostrar pra vocês.

10 thoughts on “Décor por todos os lados

  1. Nadja Barros says:

    Oi, Fernanda!!
    Lembra de mim?🙂

    Olha, sei bem como está sua cabecinha, porque estou assim, neste love por decoração desde que me mudei, há exatamente um ano!!

    E é aquela coisa, decoração em tempos de contenção, tem que se virar na inspiração e no improvizêichon, porque senão a gente pira o cabeção, faz loucura, vira madrugada em claro pensando naquele espelho e o porque de não ter comprado o bendito… ai ai

    Mas é tããããõ bom, tão gostoso viajar nas possibilidades de decoração de cada cantinho do lar doce lar, que se eu pudesse te dar um conselho, ou uma dica, pra não ser muito intrometida, seria: vá com calma, devagar, aos poucos, porque essa piração que vc está sentindo agora não vai embora tão cedo, pq depois que vc decorou, vc vai começar a achar que poderia ser diferente, ou aquele objeto ficaria melhor ali e aquele vaso acolá… mais que uma viagem, curtir a nossa casinha é sim o maior barato, né?

    Estou sempre aqui, acompanhando sua saga e já aguardando suas dicas e achados!

    Bjs, parabéns pelo ap e boa sorte ( e muita felicidade) no novo lar doce lar!

    Nadja

  2. Clara says:

    Posso fazer um comentário nada a ver com o post?
    Hoje me peguei pensando: cara, vou contar essa pra shopaholic (é assim que eu te chamo na minha cabeça)
    Entrei no Rio Sul. Tudo em promoção. Enlouquecedor.
    Passei na frente da Ecletic (“TUDO 50%” na vitrine). Não sei se você curte a marca, mas você disse que tava lokona pra gastar em roupinhas e, cara, lá tá tudo muuito barato. Eu fiquei chocada com o preço do shortinho de alfaiataria por 39 reais. Você sabe como são os preços lá, né?
    Só não levei mais coisa porque estou na tentativa de fazer compras conscientes!
    É isso, aproveite! (ou seja mais forte que eu e não vá!)
    Beijos, menina!

    (Seu blog é um dos meus favoritos do mundo dos blogs!)

    • Nadja Barros says:

      Hahahahahahahah… Eu também, Clara!!!!
      Tanto que, qdo deixo um comentário, não consigo falar “Fê”, ou “Fer”, acabo sempre usando o Fernanda, assim bem formal, pq sempre achei que seu eu falasse “oi, Shopaholic!” Ela ia me chamar de doida! rsssssssssssss

      • Clara says:

        Né?
        Faz muito mais sentido chamar de Shopaholic. E ela que me ache doida, que a gente tem provas de que ela não é muito normal também! ahaha

  3. anna says:

    Isso do assunto é muito verdade mesmo !

    E aqui preciso muito fazer uma propaganda da minha irmã Maria Emília, que também é colaboradora do Creyssa Phyna: há tempos ela vem cantando essa bola dos mil quadrinhos, dos móveis coloridos (pode ver lá no blog, tem post inspiração sobre os dois assuntos) e que ela guarda todas as garrafas bonitinhas e depois espalha pela casa com florzinhas. Desculpaaí o momento merchan, mas quando a gente tem uma creyssa antecipadora de tendências em casa, tem que divulgar.

    E o seu tumblr é ótimo !!

    Bjos lindona

    Anna
    http://creyssaphyna.blogspot.com/

    PS: sua ex-saia jeans é meu sucesso de inverno

  4. Nadja Barros says:

    Ói eu de novo!

    Pra te deixar este poema lindo, oportuno e verdadeiro!

    “Casa arrumada é assim:
    Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
    Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
    Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas…
    Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
    Aqui tem vida…
    Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
    Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
    Sofá sem mancha?
    Tapete sem fio puxado?
    Mesa sem marca de copo?
    Tá na cara que é casa sem festa.
    E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
    Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
    Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante,passaporte e vela de aniversário, tudo junto…
    Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.A que está sempre pronta pros amigos, filhos…
    Netos, pros vizinhos…
    E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
    Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
    Arrume a sua casa todos os dias…
    Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela…
    E reconhecer nela o seu lugar.”
    Carlos Drummond de Andrade

    bjs!

  5. Camis says:

    Epifania né baby! Acontece muito hahahahahahaha
    Gente essa parede de quadrinhos é tudo de mais perfeito na face da terra! Vi a primeira vez na casa de uma escritora/fotografa, fiquei encantada!!!
    Faz faz faz faz e conta pra gente depois!!

    Beijão!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s