Six Little Things – Family Edition

.

É engraçado esse negócio de morar longe dos seus pais. Eu já tinha ouvido dizer que a relação melhora muito – se você era do tipo adolescente que sai batendo a porta, filha que brigava com a mãe ou filho que discutia o tempo todo, comemore! – e é verdade. Melhora porque muda, sabe? E é uma mudança gostosa. Às vezes eu olho pro meu celular e tem uma mensagem do meu pai dizendo “e aí, como está?” só pra saber de mim. E quando eu ligo sinto que ele sorri do outro lado da linha. E quando eu passo em casa (na casa deles), é um rodízio de gente sentando ao meu lado pra dizer desde “Esse seu gato só vive na rua agora, está voltando todo estrupiado” até “olha só, Fernanda, essa bolsa/chaveiro/lixeirinha de carro/bonequinha que eu fiz! Já tenho 10 encomendas!” (minha mãe é craque nos trabalhos manuais).

É um momento muito bom. Daí que na semana passada estive na casa da minha tia, com meus primos por parte de pai (somos dez no total, nunca está todo mundo ao mesmo tempo) e passei com a minha família um momento único e muito gostoso: reviramos duas caixas de fotos da minha avó que hoje estão na casa da minha tia Regina. Cada foto tinha um comentário do meu pai, uma risada, uma lembrança. Foi lindo mesmo. E como a tecnologia moderna taí pra nos ajudar, saquei o iPhone e fotografei algumas fotos pra poder ter comigo – e agora divido algumas com vocês😉

.

1.


Esse aqui é o Seu Luciano, meu avô. Ele morreu quando eu tinha oito anos, depois de um derrame. Era um senhor austero, pelo pouco que me lembro. Foi um monte de coisas, incluindo garçom e fotógrafo da Aeronáutica. Meu pai sempre diz que ele chegava contando coisas bizarras que aconteciam nas cozinhas dos restaurantes, então eu não duvido de nada. Sendo fotógrafo, foi o responsável por maior parte das fotos que estavam dentro da caixa da minha avó.

.

2.

Essa é a minha avó Carmem. Ela é tudo o que uma avó deve ser: amável, fofa, tem o melhor abraço do mundo e está sempre sorrindo. Hoje ela quase não enxerga (por causa do diabetes) mas sempre sabe quando sou eu que estou chegando. Foi professora a vida inteira, e até hoje me ensina muita coisa. Reparem como minha boca e nariz vem dessa moça aí.

.

3.

Esse menino da direita é o meu pai, o da esquerda é o meu tio André. Meu pai olhou a foto e falou “ele adorava ficar enchendo e esvaziando essas latas, e eu tinha que ficar junto”, isso pq meu pai era o irmão mais novo antes dele. Eu gostei demais dessa foto, pq eu olho pro meu pai aí e vejo exatamente como ele é hoje, sabe? O mesmo olhar, sem tirar nem por.

.

4.

Daí que meu pai cresceu e, né, virou esse homão aí. Essa foto é do dia da formatura dele na Academia. “Estava até inchado de tanto beber nesse dia”, ele contou. Mas pra mim tá magrinho, magrinho!

.

5.

Então meu pai conheceu esse moça bonita e sorridente aí da foto, namoraram e casaram. Ele tomou um susto quando soube que ela estava grávida. Susto maior ainda quando soube que eram gêmeos. Meu irmão Lucas era o mais branquinho, mais chorão e mais tímido. Eu era a mais gordinha, mas moreninha e mais comilona.

.

6.

E olha nós aí! Meu irmão provavelmente viajando em alguma coisa só dele na hora de tirar a foto. Eu parecendo um cupcake, toda fofinha e com uma roupa de frufru. Reparem no pulseirismo já presente, na estampa de uvas (muito antes das bananas, meu povo!), no coque no alto da cabeça… uma pequena trendsetter!

41 thoughts on “Six Little Things – Family Edition

  1. jota c. says:

    Amei ,é muito bom relembrar os tempos de infancia e saber de onde viemos ,como nossos pais e avós viviam para saber valorizar o presente e as pequenas coisas da vida.
    Sua mãé quando nova tinha a sua cara!!!!!!
    Abrçs!

  2. Cherry Bloom says:

    Ain que fofo! Adoro momentos em família. (as vezes)
    Adorei as fotos!!! e UAU, vc é a cara da sua mãe!!
    Não sabia que era gêmea, que lindo *___* Acho um sonho.

    Beijão!!!
    Ps. e essa sensação de que caiu a ficha que “é, eu cresci” quando vai visitar sua antiga casa, conta pra gente.

  3. Cyca says:

    Genteeee, que coisita mais fofa você, Fer! Ameeii!!! Fotos antigas são o máximo! O cheiro, a cor, as lembranças, tudo que as envolve… Adorei o post, era o que eu estava precisando pra rir um pouquinho, lembrar de coisas boas e dormir bem! Beijão!😀

  4. Catarina says:

    Eu ADORO rever fotos antigas, é a melhor coisa do mundo. E aqui em casa tem um montão, tanto do lado do meu pai como da minha mãe. Tu és a cara da tua mãe, já te tinha dito no facebook e a tua avó é linda! Adoro o penteado dela (a minha bisavó usava uns parecidos!). E tu pequenina? Muito fofa, hehehe!

  5. Natalia Martins says:

    Que lindas as fotos!!! Pegar a caixa de fotos sempre rende ótimas lembranças!
    Sua mãe sempre foi gatona e você uma fofurinha, como eu amo suas comparações hahahahahaha “Parecendo um cupcake”? Ótimo, Fer!
    Sem contar a sua avó, com olhar e pose de uma mulher de caráter nobre.

  6. Julie :) says:

    Own, que lindoooo!!
    Vc é gêmea, não sabia..
    E é a cara da sua mãe =O
    Eu passei rápido as fotos e quando vi sua mãe, voltei no texto pra ter certeza de que não era vc (e nem poderia, pela cor das fotos😉
    Mto legal!
    Beeeijo…
    PS: ontem fui na Sorria do saara e lembrei do seu post sobre incursões ao centro do Rio, adoro lá, sabia? inclusive agora tem bijuterias super coloridas e lindas, e umas necessaires fofas d+… e em conta!

  7. Juliana says:

    Ai Fer,que lindo post!
    Amei amei e amei. Com os meus pais tão longe de mim agora que mudaram para outro estado eu até me emocionei…
    um beijão lindona!

  8. Thaís Zamb says:

    Fê.

    Você parece mais irmã gêmea da sua mãe! Muito parecidas…
    Lindas as fotos e os comentários em cada uma.

    Parabéns pela linda história e família

    Bjs

  9. Camila Fernanda says:

    Ai que lindo! Alguém já disse e eu reafirmo seu sorriso é igualzinho ao de sua Mãe. Sua família é linda!

  10. Sil Barros says:

    Já disseram muito, mas é inevitável: vc é mt parecida com a sua mãe! Sua avó é linda. Muito bom ver fotos, né. Sábado eu vi algumas também, dá uma alegriiiia!

  11. Marina Schneider says:

    Tem certeza que aquela é sua mãe?
    Você não é mãe de gêmeos e esconde eles da gente?
    MUITO igual!!!

  12. grazigama says:

    Fernandinha, que post incrível!
    Nossa, me diverti demais vendo aquelas fotos, ouvindo as histórias mais malucas e descobrindo várias coisas.
    Deu vontade de revelar todas as minhas fotos… xD
    Beijos!

  13. Aline Veloso says:

    Que lindo Fê!Adorei o vestido da mãe, rsrsrs.Ver fotos antigas é muito gostoso mesmo.É como reviver tudo outra vez, fotos registram histórias das mais variadas!Sair de casa é mesmo um marco na nossa vida e as vezes nos faz um bem danado, porque aprendemos a valorizar coisas que antes passavam despercebidas…
    Beijos!!

  14. Haynna says:

    Amei, Fê! É muito bacana conhecer nossas raízes, ouvir histórias dos avós e descobrir que a gente é mais parecido com eles do que pensava. Sua mãe continua linda, mas seu pai está mais bonito agora..😉

    Bjs

  15. Priscila Araujo says:

    Ola Fernanda, adoro o seu blog mas nunca comentei….
    Então eu tambem achei voce a cara da sua mãe….
    Beijos!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s