As tendências d’O Artista

Quem me acompanha pelo twitter (vem!) sabe que eu mal comentei os looks do tapete vermelho do Oscar. Comentei pouco por duas razões a) tem muita gente que faz isso melhor que eu; b) o namorado tava preferindo ver o Fantástico. Mesmo assim deu pra dar uma espiadinha e curtir a capa do Batman que a Gwyneth Paltrow vestiu e todo o look Las Vegas pirigético de J.Lo. Afinal, Oscar é pra ousar, né? Então pronto.

Daí que a grande estrela da noite não foi o filme O Artista, produção parte francesa, com atores franceses sobre a old Hollywood, dos anos 20/30. Enquanto metade de Paris grita chuuuuupa!, eu peço licença para comentar. Não o filme, que achei bacana e, de certa forma, inovador no que diz respeito à linguagem (mas um pouco chato) e sim ao figurino da personagem de Bérenice Bejo, a Peppy Muiller da história. São looks inteiros que a gente pode usar como referência – sem sair fantasiada de melindrosa, gente – desse período da história da moda. Tem muita cintura rebaixada nos vestidos, uma silhueta mais seca, meio retangular, acessórios de cabeça e FRANJAS! Vale anotar tudinho.

,

Olha aí o look mais humilde da Peppy, antes de alcançar o estrelato.

.

E olha de onde veio o modelo: das mãozinhas de Mark Bridges, responsável pelo figurino.

(Tem uma entrevista bem bacana com ele aqui)

.

Franjas, adoro o.O

.

.

.

Fiquei apaixonada pelos acessórios de cabeça

.

Mas aí você pergunta: será que dá pra trazer essas referências pro dia a dia sem medo de ser apontada na rua (ou na internet)? Lógico que dá. O fato é que vários estilistas mergulharam nessa silhueta glamurosa dos anos 20 para o verão 2012-2013. A gente consegue pescar um monte de detalhes que podem atualizar e glamourizar o look – vamos olhar com carinho duas maisons em particular? (é só clicar que as imagens aumentam)

.

A Ralph Lauren apresentou acessórios que todo mundo tem em casa – ou pode comprar baratinho! – colar compridão, broche com cara de antiguinho, cardigan e chapéuzinho.

.

Já Gucci sambou na nossa cara com vestidos cheios de brilho, franjas e formas retangulares (repara na cintura do segundo modelo, lááá no quadril)

;

Isso só reforça um pensamento que eu já acreditava: que a moda nasce na rua, nos filmes, no comportamento das pessoas, e daí vai pra passarela e pras lojas, voltando pra rua. Eu particularmente adorei esse retorno aos anos 20, mas não vou deixar de usar as peças mais sessentinhas, por exemplo. O bacana da moda é a gente misturar todas as referências de estilo e adequar ao nosso guarda roupa e à nossa realidade, né?

18 thoughts on “As tendências d’O Artista

  1. Tamara says:

    É, quando assisti ao filme também fiquei de olho nos figurinos. Até porque como não tem fala e não tem cor o que chama atenção é realmente a roupa. A gente não se distrai com outros estímulos. Acho a moda dos anos 20 liiiiiiiinda demais, só perde, pra mim, pros anos 60.

    E eu não achei o filme chato não, só achei superestimado.

    :*

  2. Isis Selene says:

    eu acho lindo essa moda antiguinha… mas não consigo ver como um vestido com a “cintura no quadril” possa ficar bem em alguém com quadris largos…

    • Fernanda Alves says:

      Talvez não a cintura deslocada, realmente… mas a silhueta mais seca e retangular pode funcionar, pq os modelos não são colados no corpo, tem um movimento de esconde-mostra que pode funcionar!

  3. Mariana Mansur says:

    A década de 20 não é minha preferida! Não gosto do modo como as peças ficam cintura baixa, sabe? Principalmente pq eu sou baixinha e isso só me achata mais ainda! Gosto da década de 50, as roupas, os cabelos… tudo tão lindo!!

    Beijos!!

  4. Renata says:

    Nossa, foi o que mais me chamou a atencao no filme (depois do cachorrinho…). E eu fiquei pensando justamente que essa estetica da decada de 1920 esta bombando mesmo; alem das referencias que vc mostrou, outro filme que tambem estava no Oscar (Midnight in Paris) tambem tem essa inspiracao. Eu acho lindo!

  5. Belmalia Maciel says:

    Oi Fê!!!
    Tdo bem??? Eu particularmente “adorey” o filme, cheguei até me emocionar sim, #achorona!!! Mas sem ser piegas, tipo uma homenagem msm… pensei no Chaplin q deve ter passado por algo meio parecido naquela época… mas eu lí sua postagem e tive q vir aqui te elogiar, tô gostando de ver como q vc tá amadurecendo neste trabalho, menina!!! Tá fazendo um bem danado aos seus olhos, selecionando e sabendo usar seu “feelings” #Tudebão!!!! Continue assim querida, se precisar de algo, pode me contactar…
    Bjs
    Belmália Maciel

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s