Solange Knowles para Elle

Eu quase não posto editoriais de revistas por aqui, não é mesmo? E eu gosto tanto! Acho que é um dos conteúdos mais bacanas que as revistas de moda trazem hoje – sim, pq tendências e delírios de consumo a gente encontra aos montes na internet, por exemplo – são criativos, inventivos e fazem a gente rever algumas peças e estilos com outros olhos.

Daí que eu queria mostrar pra vocês o editorial da Solange Knowles (já falei do estilo dela nesse post aqui) para a Elle da África do Sul! A capa já faz a gente querer comprar a revista, né – eu compraria se morasse lá – e o recheio é bem bacana, com modelos feitos por estilistas locais.

.

.

.

.

.

.

As fotos são simples e lindas, e o styling faz a gente prestar mais e mais atenção ao estilo étnico que eu tenho falado bastante por aqui. É um estilo que tem muito a ver com as nossas raízes africanas e também com a miscigenada cultura brasileira. Misturar estampas, cores e texturas tem muito a ver com a gente também, não acham? Como a mistura entre praia e montanha, loirinha com cabelo bombril, índia com sotaque do sul e mulata com a cor do Brasil (para e repara só!).

Deu vontade de pegar todas as minhas pulseiras, colocar no braço e sair. Vamos?

.

P.S.: Estilo puro esse clipe dela, da música Losing You. Adorei as dancinhas, achei super fora de lugar, haha. A música é meio qualquer coisa…

13 thoughts on “Solange Knowles para Elle

  1. Duda says:

    Oi Fê!

    Então… desconfio de pessoas que só andam de preto e que não gostam de estampas HA HA HA HA. Essa capa tá linda e a juba dela um escândalo de fashion! Adoro o seu blog (leitora antiiiiga), mas as vezes me sinto meio “fora” dos assuntos que você aborda. Obviamente, se o blog é seu, você fala sobre o que quer né? Ris. E se eu venho aqui ler – sabe-se lá por qual motivo – alguma coisa me chama a antenção… Enfim. Suas referências de moda – as pessoas, não os estilos – são bem diferentes de mim… Mas mesmo assim eu curto e, de alguma forma, me inspiram. Não sou uma pessoa de grandes conhecimentos de moda, meu negócio é mais de reparar as pessoas mesmo, sabe como??? Reparo o conjunto da obra: a roupa, os acessórios, a postura, o jeito da pessoa. E quer saber o que aprendi e o que realmente acho interessante? Essa coisa de “tipo” não existe! Acredito de coração que tudo fica bem em todos (claaaaaaaaaro que com bom senso, legging com bunda de fora não fica bom em ninguém, hahahahaha). Bem, o que quero dizer é que as vezes tenho a impressão de que você divide as pessoas… E em matéria de estilo a aparência da pessoa é o que menos conta, no final.

    Escrevi pra cassete… mas deu pra entender???

    Bjão! =D

    • Fernanda Alves says:

      Acho que as pessoas são diferentes, Duda. Só isso. E diferenciar é legal. Nas diferenças encontramos nossa personalidade. Moda é bacana pq é o exercício disso… Da nossa personalidade, da nossa essência. Mas essa é só uma opinião!

      Ah, e quando eu digo que estampas étnicas tem tudo a ver com a nossa natureza miscigenada, é pq acho que o povo por aqui nao costuma usar, e é tão lindo! A brasileira pode e deve ousar mais!

      Update: depois fiquei pensando… Será que a Duda quis falar sobre posts para crespas/cacheadas/negras/morenas? Então, eu acho que a herança negra como um todo merece ser valorizada. Ouço o tempo todo que há poucas blogueiras negras, pouca gente enfocando o assunto, e reparo que a resposta para esses assuntos é também muito boa: existe uma sede sobre o assunto, talvez. Então falo mesmo, falo muito, pq acho a gente precisa jogar luz no tema para, sim, sermos todos iguais!

      • Duda says:

        Sim, as pessoas são diferentes, mas acredito que os “estilos” não se restrinjam a determinados grupos única e exclusivamente pela aparência. Não sou muito fã de estereótipos. Tipo, não sou morena, não tenho cabelo crespo (só enrolado – e não gosto) e mesmo assim curto os posts que você faz. Essa coisa de herança negra que você sempre aborda pra mim é natural, normal, passa batido, sabe? Nós brasileiros somos uma salada só, mistura de várias raças. Mas você tocou em um ponto interessante no seu update: sobre blogueiras negras e a falta de. Deve ser por isso que gosto do blog, tô cansada de loira de babyliss HA HA HA HA.

      • Fernanda Alves says:

        Estilos combinam com pessoas, com personalidades, com etnias, acho que é uma questão de gosto! E que bom q essa sua herança negra (como a européia, como a árabe, como a indígena, não importa) esteja tão dentro de vc a ponto de passar batida. É que eu acho que, para muitas pessoas, não está, sabe?

        Obrigada pelo comentário, pelas visitas constantes e pela crítica. Me faz crescer🙂 bjs

  2. whynotbrasil says:

    Olá Fernanda, depois que descobri seu blog leio e me divirto todos os dias (totalmente adicted). Nunca havia comentado antes, mas lendo esse post resolvi compartilhar uma questão: Sou leitora assídua da Elle há anos (gosto muito, acho que tem um conteúdo de moda e beleza muito rico) e durante todo esse tempo nunca houve uma negra na capa da edição brasileira, só em editorias. Quando me dei conta disso fiquei um pouco desconfortável sabe…Você já reparou nisso? Um beijo
    Laura

    • Fernanda Alves says:

      É essa ausência de negros nas mídias que me incomoda, e como! Um país miscigenado como o nosso e ainda é tão difícil ver negros, mulatos e até mesmo indígenas em propagandas, editoriais de moda, capas de revista…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s