Formosa

Em um ano e meio morando com o João, as maiores vítimas foram as minhas plantas: uma após a outra, morreram todas. Secas, mofadas, caídas no chão durante uma ventania, não sobreviveu uma. Tentei plantas caras, de floriculturas, e baratinhas, compradas em mercado. Nenhuminha.

Eu já estava meio sem esperança quando comprei essa. Era toda floridinha, rosa choque, custou R$10 e eu sabia que não ia durar. Mas por 15 dias estava bom, a casa fica mais bonita com planta. Não demorou muito para que estivesse toda seca e murcha. Resolvi mudar de lugar e levei a moribunda pra cozinha, onde pelo menos ela poderia morrer sentindo o cheiro de comidas gostosas e pegar uma brisa da rua – minha cozinha/lavanderia tem uma corrente de ar que ora refresca, ora derruba tudo.

Passou uma semana, duas, um mês, acho que chegou a completar dois meses da plantinha lá. Eis que, do nada, encontro a danada assim:

IMG_4165

Com um galho verde cheio de brotos.

Não dá pra ver, mas abriu uma florzinha também.

Assim, de repente. Eu tenho molhado bastante duas vezes por semana e, de resto, deixo ela lá.

Uma sobrevivente, gente. Tô me sentindo bastante orgulhosa, oba!

;

.

.

Será que agora já posso cuidar de um cachorro?

One thought on “Formosa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s