I’ve been there

Não tem como pensar na saga Crepúsculo e não lembrar dessas meninas. Eu contaminei cada uma delas com o vírus desse vício, e sempre chegava no trabalho comentando o capítulo que tinha lido na noite anterior. Com o tempo, descobrimos ter em comum também a paixão por Harry Potter, Glee, e outras bobagens juvenis que não condizem com a nossa idade. Juntas, fomos à estreia de Eclipse e do último HP. Dessa vez, para a estreia de Amanhecer, não poderia ser diferente.

.

ó nois: Tati, eu, Marina e Teresa

.

Eu e Marina fomos com camisetas temáticas e tivemos a idade mental rebaixada para 13 anos.

.

Meu look foi esse aqui:

.

Não dá pra ver muito bem, mas misturei os batons Be Bold, da Rimmel London, com o Ruby Woo, da MAC, e o efeito ficou um vermelho alaranjado com um leve efeito matte.

A saia eu peguei do armário da minha mãe e não tinha etiqueta. Camiseta Cafepress. Cinto C&A. Sapatilha Farm.

,

Mas vamos ao que interessa. O filme. O penúltimo da saga (o último livro foi dividido em 2 filmes, como fizeram com o Harry Potter). O casamento. A emoção. Os spoilers (melhor parar aqui se quiserem manter o suspense).

Se vocês leram meus posts sobre os outros filmes (tem post sobre Crepúsculo aqui, sobre Lua Nova aqui e sobre Eclipse aqui) sabem que minha especialidade não é bem fazer resenha. Só falo de bobagens que me chamam a atenção, a começar por…

.

Jacob

Apesar de pegar Edward sem pestenejar, eu sou team Jacob toda vida. Pensando em mim – e em todas as mocinhas que curtem o Taylor Lautner, o pessoal do filme já me abre com uma sequência do cara sem camisa aos 30 segundos de jogo. Foi um suspiro geral na sala de exibição. E convenhamos que, na falta de um cursinho de interpretação para Kristen e Pattinson, só sobra o Jacob como um ator razoável. Sério.

.

O casamento

Já falei por alto que não devo casar na igreja, mas sabe? Adoro casamentos. É tudo tão lindo, com uma atmosfera de sonho e tudo mais. O pessoal da produção acertou em cheio na cenografia, e o figurinista do filme merecia uma medalha pela escolha do vestido de noiva – sim, pq alguém imagina a Bella casando cheia de frufru? Então. O vestido é fechadinho na frente e totalmente rendado atrás, naturalmente sexy, sem perder a delicadeza que a data exige.

.

A família

Não encontrei uma foto decente dos Cullen, mas vai essa daí, com Irina e as irmãs acompanhadas da Esme. Fala sério. A impressão que eu tenho é que todo mundo ficou mais moreno, gente! O Carlisle não era loiro tipo sueco? A Rosalie não tinha um perucón amarelo? Trocaram tudo, sutilmente, mas trocaram. Cabelo do Edward também tá diferente, tomei um susto. A notícia boa é que finalmente trocaram aquela peruca da Alice, que mais parecia emprestada de um episódio de Hermes e Renato.

.

.

A Lua de Mel

Tendo mais de dezoito anos, eu estava esperando as sacanagens – mesmo sabendo que, né, Stephanie Meyer é uma mulher religiosa e não daria esse gostinho. Mas tudo bem. Aparecem umas costas milagrosamente musculosas (desconfio de dublê, pq Robert é magricela e não engana ninguém), uns closes no rosto, uns beijinhos e corta! E de pensar que gravaram uma cena assim:

.

opa! quando foi isso?? O google me enganou! Essa cena é de Across The Universe!

.

.

A maquiagem da Bella

Acredito que o orçamento do filme só deu para contratar dois maquiadores: um fodão, para a maquiagem da gravidez da Bella, e um meia bomba, para o resto do elenco. Pq sério, minha gente, qual é o desafio de igualar a palidez do rosto com o pescoço? Alguém me explica? E as perucas/apliques, só rolou aquele de tic-tac. Rosalie tá sofrível. Enquanto isso, a maquiagem e os efeitos especiais da gravidez da Bella são de arrepiar, e ela ficou muito pior do que como eu imaginei ao ler o livro.

,

.

No mais:

Há momentos de vergonha alheia como a cena em que os lobos conversam telepaticamente e há voice-over. Socorro!

Continuo adorando o pai da Bella. Deve ser o bigode.

O que é o lobo amigo do Jacob, aquele mais novo, o Seth? Um fofo e super natural. Bom ator, sem afetação. E a Leah, achei uma linda. Devem crescer bastante no próximo filme.

Bella sorri mais. Eu juro. Alguém deve ter dado um toque na Kristen. Encontrei até uma foto dela super felizinha! Seria terapia?

.

Bom, é isso, gente! Alguém mais viu o filme? Comentem!

Advertisements

E se eu nunca acabar?

.

Estou lendo Amanhecer num tempo recorde. Recorde de lerdeza, pq todo mundo que eu conheço já terminou, ou leu rapidíssimo, e eu estou há o quê, meses lendo? Mas é que fico que nem criança tomando sorvete, querendo comer devagar pra não acabar, mas ao mesmo tempo o troço vai derretendo e você simplesmente não consegue abreviar a nojeira toda. Estou nessa de ler um capítulo por semana, mas tem semanas que simplesmente não leio. Aí chego no trabalho e a minha amiga Marina (contagiada pela febre desde o ano passado, minha companheira de literatura adolescente) me pergunta: mas em que capítulo que você está, Fernanda?! E nem eu eu sei.

Tava comentando isso com o namorado outro dia e ele disse, do auge de sua sabedoria, mas e se vc simplesmente não terminar? Óbvio que na hora eu falei maéclaaaaaro que não, João, eu TENHO que terminar isso! – eu basicamente discordo de tudo o que ele diz em primeiro lugar, só depois reavalio e vejo que, geralmente, ele está certo.

Mas não dessa vez, meu amor.

Quer dizer. Eu até pensei. E se nunca acabasse? E criei uma realidade paralela em que Stephanie Meyer veria que, assim como eu e outras meninas de 14 anos, não poderia viver num mundo em que a Twilight Saga não existisse, um mundo em que leões e cordeiros nunca se apaixonam, em que nas noites de amor as mulheres não acordam cheias de hematomas e, oi, tô eu aqui mandando spoiler. É que nesse mundo Stephanie não estaria satisfeita com a vida de milionária que eu ajudei a proporcionar, e veria que sua vida nunca estaria completa se ela não lançasse mais livros. Aí, nesse meu mundo paralelo, a saga viraria um daqueles romances açucarados de banca de jornal (não que esteja muito distante disso, sejamos críticas) vendidos a R$ 5, tipo Julia ou Sabrina, lançados uma vez por mês.

Éééééé… é bom acordar. E ler mais um capítulo. Só mais um.

 

P.S.: Viram que essa semana a equipe da produção de Amanhecer deve vir ao Rio? Parece que vão rolar umas gravações na Lapa e tudo. Tô marcando uma cerva com o pessoal para fechar os detalhes, ok? I’ll keep you posted.

Porque eu terminei o livro do Jacob e o adorei como narrador.

In that moment, I knew that I was alone. All alone.

Yet now they were together, the two of them bent over the budding, invisible monster with their eyes lit up like a happy family.

And I was all alone with my hatred and the pain that was so bad it was like being tortured. Like being dragged slowly across a bed of razor blades. Pain so bad you’d take death with a smile just to get away from it.

What do I look like? The wizard of Oz? You need a brain? You need a heart? Go ahead. Take mine. Take everything I have.

.

Stephanie, gata, bora fazer um livro só do Jacob narrando? Pq só um terço de Amanhecer é maldade comigo.

Sure as hell didn’t see that coming

For a moment I couldn’t speak. It was too real, this face – I’d seen a shadow of it in the house, seen it in her eyes and his, but this made it final. The last nail in her coffin.

“It’s killing her, right? She’s dying”. And I knew when I said it that my face was watered-down echo of this. Weaker, different, because I was still in shock. I hadn’t wrapped myhead around it yet – it was happening too fast. He’d had time to get to this point. And it was different because I’d already lost her in so many ways, in my head. And different because she was never really mine to lose.

Sei, eu sou babaca. Mas é que estou lendo Breaking Dawn, o último livro da saga Crepúsculo. E eu tenho uma maturidade muito próxima a de uma menina de 14 anos, pq choro feito uma boba, e me obrigo a ler só um capítulo por dia, pq não quero que termine. E também não tenho um pingo de civilidade, pq vou marcando os trechos que mais gosto, os que me emocionam e tal. Marco à lápis, é o máximo de educação que consigo ter, mas marco.

Então é isso, colegue, continuo na Twilight Fever.

Finde

Como foi o fim de semana de vocês? O meu foi tudo de bom. Além de ficar com o namorado, coladinha, ainda encontrei com ninguém mais, ninguém menos, que Edward Cullen, galerinha. Isso mesmo. Num passeio no shopping com o namorado oficial, eis que encontro o vampiro, meu segundo amor, colocado meio de lado no momento (tendo em vista que estou lendo o segundo livro da saga na Nora Roberts e estou amando  Ethan Quinn. Vai entender).

Não resisti e tirei uma foto com o vampiro mais conhecido no mundo desde Lestat:

04-07-09_2139

04-07-09_2140

uahuahuhahuahuhauhuha

.

Esse Edward Cullen de papelão está na Saraiva do Botafogo Praia Shopping! Não resisti, paguei o mico e meu namorado me fotografou, sem ciúme!! Te amo, Ju 🙂 Obrigada pelo micão!