Look preferido

Esse look é o meu preferido nos últimos tempos pq conseguiu aliar um monte de coisas que eu gosto: minha saia maravilhosa no mundo de passarinhos do twitter (faz coraçãozinho com a mão e entra pra família restart), a cor amarela (aponta para o sol e faz a saudação ao sol) e meias contrastando com o sapato (chega de gestos ridículos. melhor assim).

O look fez sucesso no trabalho, onde eu fiquei falando do blog e da participação lá na promoção da Sony! É o seguinte: as participantes postam looks diários e, quem tiver mais votos, ganha uma câmera. Então. Eu preciso de uma câmera, pq a minha pobre Kodak tira fotos bem escuras, então me aproveito da Sony da minha mãe. Mas isso tem que acabar! Então, se você topa votar em mim, é só entrar no site e procurar por Fernanda Alves. Dá pra entrar todos os dias no site e ver (e votar) nos looks novos. Esse de hoje já está lá.

.

.

Tenho usado muito essa mochila, não é fofa? Comprei em um stand no metrô da Uruguaiana. Acho que se chama Malagueta Acessórios. Custou R$ 50 e já veio com a flor baaapho.

.

.

#Momento Felícia

.

Vem!

.

Saia Jumps. Meia Lupo. Sapatilha City Shoes [look patrocinado]. Malha Zara. Colar ferdy.

Advertisements

Vamos experimentar?

Geralmente, quando separo uma roupa para sair, parto de uma peça que eu queira muito usar (na maioria dos dias eu tenho várias peças nessa situação, em outros dias tudo me parece uma bosta) e vou coordenando os acessórios. Assim, há composições que tem super a ver com uma série de cordões fininhos, outras com um colar enorme, e há aquelas peças que você coloca um brinquinho e está pronta. Depois é só pensar em sapatilhos e uma bolsa e por aí se acaba a escolha por acessórios. No entanto, cada vez mais tenho pensado em broches como opções – broches no lugar de colares, brincos ou faixinhas de cabelo. Eles chamam a atenção para algum ponto específico, e por isso acabo optando entre a lapela e a cintura. Tenho visto muita gente pela internet fazendo isso – e a Karla não podia estar de fora, sou apaixonada pelo estilo dessa garota! – mas ainda tá difícil encontrar alguém pelas ruas da minha cidade usando broches… vamos experimentar?

Clica na foto que ela aumenta 🙂

.

Viram? Eu achei o máximo e tinha um tempão que eu queria experimentar. Vi que era a hora quando encontrei, num armarinho no centro, alguns brochinhos antigos. Eles são breguinhas, deliciosamente kitsch, e resolvi comprar pra usar num visual mais retrô. Usei minha nova compra com um broche liiindo de camafeu (que também é pingente de um colar) que minha amiga Manu me deu, e saí por aí assim:

.

.

.

.

E minhas sapatilhas novas da City Shoes!

Estou completamente APAIXONADA por elas! A cor amarelinha e as tachas são a combinação perfeita das tendências de inverno com as de verão!

.

E os brochinhos!

.

O meu “achado” foi esse de cima, que parece um ninho! É muito fofo. Para quem gostou, eu comprei um a mais, e está lá no flickr de ferdy!

Saia Jumps. Blusa Lucidez. Broches SYN Acessórios e vintage. Sapatilha City Shoes [look patrocinado].

Quem mais tem usado brochinhos por aí?

A popularização me encanta

Eu lembro que a febre de Alice no País das Maravilhas começou no ano passado, quando começaram a divulgar as primeiras imagens do longa do Tim Burton. Ver Johnny Depp, Anne Hathaway e Helena Bonham-Carter caracterizados fez nascer uma febre de Alice: aí era um tal de pingente de xícara, Eat Me pra lá, Drink Me pra cá, uma histeria coletiva ao ver peças de roupas com cartas do baralho, gatos pirados ou meninas de vestido azul, uma coisa de louco. Daí, esse ano, o filme foi pros cinemas, todo mundo pode comprovar que era uma boa bosta e voltaram para suas casas e pros seus cacarecos de xícara, baralho, etc etc. Só que isso tudo aconteceu em um ano, gente. E se agora ninguém mais chora lágrimas de cristal ao ver uma blusinha do chapeleiro maluco, más notícias: é agora que ficou barato mesmo investir nelas.

Digo isso pq estava eu outro dia pela Rua da Alfândega (sério, acho que qualquer dia eu me mudo pro Saara logo de vez e acabo com essa lenga-lenga) e encontrei essa lojinha. Peraí, preciso explicar. Na Rua da Alfândega, nº 10, há uma espécie de “shopping popular”. Na liguagem simples e direta, um galpão arrumadinho cheio de stands. Fuçando por lá encontrei a Poupée, lembram? Fuçando novamente encontrei a Artti, que vende camisetinhas com estampas fuefas por R$ 39 – e nessas estampas, sim, estão os naipes do baralho, bules e xícaras.

Achei o preço muito bom, a qualidade é legal, mas não tinha meu tamanho. Levei a G e meio que me arrependi, o decote ficou grande demais. Anyway, adoro usar roupa nova e nesse dia investi num look super girlie, com a minha nova sapatilha City Shoes!

.

.

Luna estava de folga hoje, então saí correndo para mostrar minhas novidades para o Nuit:

.

.

.

.

.

,

Nuit não aguenta mais falar de itens relacionados à Alice, mesmo que eles sejam fofos. E ele é contra a popularização da moda de uma forma geral.

Gatinho mais elitista esse.

Saia Drops de Anis. Blusinha Artti. Cinto ferdy. Sapatilha City Shoes [look patrocinado].

_____________________________________________________________________________________________________________________

Amiga desnaturada mode on: Hoje é aniversário da superhiperfofaretrôvintage Aline Aimée, uma querida amiga que a blogosfera me trouxe.

Sensível, delicada, mas também irônica, engraçada e justa. Uma pessoa que vale a pena conhecer, de verdade.

Parabéns, querida. Aproveite muito 😀

Vestido preferido + Coleção da City Shoes + Looks patrocinados

Hello, people.

Dia desses (tem tempo já) eu fui convidada ao evento de lançamento do novo blog da City Shoes. No dia, tive a chance de encontrar blogueiras que eu já conheço, bater papo com outras que não conhecia e ainda conferir os lançamentos da coleção de verão da marca.

Mas Fernanda, isso tem semanaaaas, já vi isso em tudo quanto é blog! Pq você só falou agora??

Então, povo, vamos esclarecer de uma vez por todas: eu tenho horror à arroz de festa. Sério. Acho bizarro quando o blog vira coluna social (olha eu na loja A! Agora eu na festa de lançamento da loja B!), pq, sei lá, eu não gosto de coluna social mesmo. Meio que caguei pra quem é socialite, acho a maioria das peças ultrahypadascaríssimas brega, então realmente não tenho interesse de transformar o So Shopaholic nisso. Ponto.

Eu criei o blog para colocar looks do dia, comprinhas, bobagens em geral. No momento em que algumas marcas me procuraram, achei bacana. Realmente valorizo o trabalho das assessorias, da equipe de marketing das lojas, mas também valorizo o meu blog e as pessoas que conquistei, que vem aqui rir comigo, ver looks e tal. Então não quero desgastar o blog com qualquer coisa, qualquer evento, nada disso. Por isso, nem todo o evento que eu for, vou postar, sabe?

Seguindo. No dia desse eventinho fui com o meu vestido-preferido-do-momento, que ganhei do namorado. Esse vestido tem uma pegada mexicana, é todo bordado, não é muito curto e ainda é fresquinho. Como nesse dia estava mais frio, coloquei uma meia (verde!) e saí toda me sentindo linda.

.

.

Nuit aprovou!

.

.

.

Galere confraternizando.

.

O evento foi ótimo, tinha cachorro quente Geneal e, falou cachorro quente, falou Fernanda, eu adoro. A City Shoes me deu um vale compras e eu troquei por uma ankle boot baaaaapho, uma coisa linda.

Linda.
Alta.

Quem disse que eu consegui usar?

Taí mais um dos motivos para eu só ter feito post agora. Pq voltei na City Shoes esse fim de semana e troquei o sapatón por uma sapatilha – acho que nunca temos sapatilhas demais – e aí sobrou um dinheirinho, inteirei uma outra, me apaixonei por uma sandália e aí fodeu: saí com 3 sapatos da loja, que aos poucos vou mostrar pra vocês (sou que nem criança e quero estrear tudo que comprei tipos no dia seguinte). O fato é que a coleção de verão só chegou com tudo nas lojas por esses dias, então achei beeeem mais interessante do que no dia do evento. Acho que vale a pena principalmente para quem gosta de sapatos baixos e confortáveis.

Só que vai ser o seguinte: toda vez que eu aparecer com um desses sapatinhos, vou colocar assim: look patrocinado. Isso pq eu pensei, pensei, e acho que essa é a melhor maneira de ser sincera com vocês e também digna com as marcas, sabe? Já trabalhei com assessoria de imprensa e sei que um “muito obrigado” é artigo de luxo no mercado.

E assim seguimos em frente.