White shoes

Eu tinha um preconceito grande com sapatos brancos. A culpa é parcialmente da minha mãe, que sempre odiou; e também parcialmente por conta de um mercado de sapatos feios dessa cor. E não podemos esquecer das pessoas que insistem em usar sapatos brancos descascando. Ou pinta ou desiste. Ficam feios demais. Por essas e outras, eu nunca (disse NUNCA!) tive um sapato branco.

Mas aí eu comprei um oxford florido pra Fêzinha na Andarella e acabei experimentando o modelo. Confortabilíssimo. Mas né, florido, meio difícil de combinar, eu já tinha 2 oxfords, não comprei.

Passou o tempo, vendi meu oxford preto, tava passando no shopping e vi esse aqui. O bendito oxford que eu tinha experimentado. Branco.

_Branco não, queridan, off-white _ disse a vendedora.

Branco pra mim é branco. E confesso que o preconceito bateu forte. Mas dei uma chance pra novidade, pro verão e pros seus dias de loucura em que tá tudo muito bem, tá tudo muito bom, mas aí do nada chove horrores. O oxford ajuda, pq não é tão frágil como uma sapatilha, mas também não é pesadão como as versões invernais. Comprei.

.

.

.

.

.

Já peguei chuva e ele já está meio sujinho!

.

E vocês, meninas, também tem preconceito?

Obrigada, Yuri!

Um velho amigo meu foi recentemente remanejado para o meu departamento – e agora sentamos um de frente para o outro. Dono de uma personalidade forte, o Yuri é aquele tipo de pessoa que fala exatamente o que pensa, e percebe qualquer clima diferente no ambiente. É uma pessoa única e marcante, que eu conheço desde pequeno – lutávamos judô e eu dava um couro nele. Aliás, eu dava um couro em muita gente, mas isso fica para outro post.

Então. Esse meu amigo chegou para mim nesse dia e falou assim:

 .

Meio curtchinha essa saia, hein, Fernandaaan?

E eu fiz meio que oi? Nem percebi. Tá, eu saí de casa meio na dúvida, mas como coloquei a meia e um casacão por cima, achei que poderia parecer despercebido.

.

Passou por todo mundo, menos pelo olho de lince do meu amigo.

.

Valeu, cara. Se você notou, mais gente pode ter notado. E, nesses casos, prefiro não ser notada!

Nota mental: usar essa saia somente nos fins de semana.

.

Meia Lupo. Saia Karamello. Oxford Leeloo. Camisa social Richard’s.

Caiu uma chuvinha…

E sabe quais são os melhores sapatos para um tempinho assim? Meus oxfords!

.

.

E com meias de poás, você não precisa ter medo de respingar uma água nojenta de chuva nas pernas. Ecooooow.

;

.

E olha que bacana: hoje recebi um cartão postal da Lia, do JL, com a dica de beleza dela – com o patrocínio da linha Secrets, do Boticário – achei tão bacana ver a letra dela e tudo! Vou escanear pra mostrar pra vcs. Receber esse postal me lembrou de um tempo que eu tinha correspondentes – sim! eu trocava cartinhas com meninas de todo o Brasil, e cheguei a conversar com uns meninos também, haaaam! Eu tinha uns 12 anos, mais ou menos, e vários pseudônimos!

E a dica de maquiagem da Lia, Fernanda, qual é? Opa, viajei aqui! A dica é passar base e pó em tudo, incluindo a boca e pertinho das sobrancelhas, para começar a maquiagem “numa tela em branco”. Bacana, né?

Beijo, Lia, obrigada!

.

Vestido e casaquinho comprados em Petrópolis. Meia de poás Lupo (comprei nas Lojas Americanas por R$ 19,90). Sapato oxford Leeloo.