BABADO DA SEMANAAAAAA!

.

Cês tão sabendo do babado, né? Kristen Stewart, nossa crepusculinha, foi pega aos beijos com o diretor de seu mais recente filme, Branca de Neve e o Caçador, Rupert Sanders. Vocês sabem, eu simpatizo com a moça, mas acho que ela, além de trair, deu mole. A garota é a sensação do cinema e sai se pegando com o amante em plena luz do dia? Complicado. Não vamos cometer o erro machista de chamá-la de “destruidora de lares”, pq né, Rupert tem mais de 40 anos, é casado, tem 2 filhos… Foi um papelão mesmo.

.

Já liguei pro Robert e falei que ele pode vir desabafar comigo logo mais.

(Como amigos, pq sou uma mulher comprometida)

;

UPDATE: Mas e se...

a) Tudo for uma estratégia de marketing? – A saga Crepúsculo chega ao seu final em novembro (todas corre pro cinema) e já perde espaço para os Jogos Vorazes e outros filmes juvenis/para adultos com idade mental reduzida. Essa novelinha de traição – Robert magoado – Kristen pede desculpas – volta ou não volta super pode aumentar o interesse em torno do último filme. Tipo, se eles voltam, olha que lindo, “o amor super tudo”, “eles são feitos um para o outro, como Bella e Edward!”

b) Tudo for uma tentativa da Kristen para fugir dos holofotes? – Ela nunca fez muita questão de ser simpática, já falou que se sente acuada pelos fotógrafos mas, ao mesmo tempo, tá ganhando uma grana danada, sendo chamada para mais e mais filmes… e se ela quer ser menos assediada, menos queridinha, um ato público desse pode ser uma deixa;

c) Esses dois nunca foram um casal? – Na boa, eles são tão sem sal quanto Bella e Edward no filme (no livro não, a coisa é um tiquinho mais interessante). Podia ser tudo uma ação de marketing pros fãs bocós (tipo eu?).

Teorias da conspiração, quem curte?

o/

Advertisements

I’ve been there

Não tem como pensar na saga Crepúsculo e não lembrar dessas meninas. Eu contaminei cada uma delas com o vírus desse vício, e sempre chegava no trabalho comentando o capítulo que tinha lido na noite anterior. Com o tempo, descobrimos ter em comum também a paixão por Harry Potter, Glee, e outras bobagens juvenis que não condizem com a nossa idade. Juntas, fomos à estreia de Eclipse e do último HP. Dessa vez, para a estreia de Amanhecer, não poderia ser diferente.

.

ó nois: Tati, eu, Marina e Teresa

.

Eu e Marina fomos com camisetas temáticas e tivemos a idade mental rebaixada para 13 anos.

.

Meu look foi esse aqui:

.

Não dá pra ver muito bem, mas misturei os batons Be Bold, da Rimmel London, com o Ruby Woo, da MAC, e o efeito ficou um vermelho alaranjado com um leve efeito matte.

A saia eu peguei do armário da minha mãe e não tinha etiqueta. Camiseta Cafepress. Cinto C&A. Sapatilha Farm.

,

Mas vamos ao que interessa. O filme. O penúltimo da saga (o último livro foi dividido em 2 filmes, como fizeram com o Harry Potter). O casamento. A emoção. Os spoilers (melhor parar aqui se quiserem manter o suspense).

Se vocês leram meus posts sobre os outros filmes (tem post sobre Crepúsculo aqui, sobre Lua Nova aqui e sobre Eclipse aqui) sabem que minha especialidade não é bem fazer resenha. Só falo de bobagens que me chamam a atenção, a começar por…

.

Jacob

Apesar de pegar Edward sem pestenejar, eu sou team Jacob toda vida. Pensando em mim – e em todas as mocinhas que curtem o Taylor Lautner, o pessoal do filme já me abre com uma sequência do cara sem camisa aos 30 segundos de jogo. Foi um suspiro geral na sala de exibição. E convenhamos que, na falta de um cursinho de interpretação para Kristen e Pattinson, só sobra o Jacob como um ator razoável. Sério.

.

O casamento

Já falei por alto que não devo casar na igreja, mas sabe? Adoro casamentos. É tudo tão lindo, com uma atmosfera de sonho e tudo mais. O pessoal da produção acertou em cheio na cenografia, e o figurinista do filme merecia uma medalha pela escolha do vestido de noiva – sim, pq alguém imagina a Bella casando cheia de frufru? Então. O vestido é fechadinho na frente e totalmente rendado atrás, naturalmente sexy, sem perder a delicadeza que a data exige.

.

A família

Não encontrei uma foto decente dos Cullen, mas vai essa daí, com Irina e as irmãs acompanhadas da Esme. Fala sério. A impressão que eu tenho é que todo mundo ficou mais moreno, gente! O Carlisle não era loiro tipo sueco? A Rosalie não tinha um perucón amarelo? Trocaram tudo, sutilmente, mas trocaram. Cabelo do Edward também tá diferente, tomei um susto. A notícia boa é que finalmente trocaram aquela peruca da Alice, que mais parecia emprestada de um episódio de Hermes e Renato.

.

.

A Lua de Mel

Tendo mais de dezoito anos, eu estava esperando as sacanagens – mesmo sabendo que, né, Stephanie Meyer é uma mulher religiosa e não daria esse gostinho. Mas tudo bem. Aparecem umas costas milagrosamente musculosas (desconfio de dublê, pq Robert é magricela e não engana ninguém), uns closes no rosto, uns beijinhos e corta! E de pensar que gravaram uma cena assim:

.

opa! quando foi isso?? O google me enganou! Essa cena é de Across The Universe!

.

.

A maquiagem da Bella

Acredito que o orçamento do filme só deu para contratar dois maquiadores: um fodão, para a maquiagem da gravidez da Bella, e um meia bomba, para o resto do elenco. Pq sério, minha gente, qual é o desafio de igualar a palidez do rosto com o pescoço? Alguém me explica? E as perucas/apliques, só rolou aquele de tic-tac. Rosalie tá sofrível. Enquanto isso, a maquiagem e os efeitos especiais da gravidez da Bella são de arrepiar, e ela ficou muito pior do que como eu imaginei ao ler o livro.

,

.

No mais:

Há momentos de vergonha alheia como a cena em que os lobos conversam telepaticamente e há voice-over. Socorro!

Continuo adorando o pai da Bella. Deve ser o bigode.

O que é o lobo amigo do Jacob, aquele mais novo, o Seth? Um fofo e super natural. Bom ator, sem afetação. E a Leah, achei uma linda. Devem crescer bastante no próximo filme.

Bella sorri mais. Eu juro. Alguém deve ter dado um toque na Kristen. Encontrei até uma foto dela super felizinha! Seria terapia?

.

Bom, é isso, gente! Alguém mais viu o filme? Comentem!

E se eu nunca acabar?

.

Estou lendo Amanhecer num tempo recorde. Recorde de lerdeza, pq todo mundo que eu conheço já terminou, ou leu rapidíssimo, e eu estou há o quê, meses lendo? Mas é que fico que nem criança tomando sorvete, querendo comer devagar pra não acabar, mas ao mesmo tempo o troço vai derretendo e você simplesmente não consegue abreviar a nojeira toda. Estou nessa de ler um capítulo por semana, mas tem semanas que simplesmente não leio. Aí chego no trabalho e a minha amiga Marina (contagiada pela febre desde o ano passado, minha companheira de literatura adolescente) me pergunta: mas em que capítulo que você está, Fernanda?! E nem eu eu sei.

Tava comentando isso com o namorado outro dia e ele disse, do auge de sua sabedoria, mas e se vc simplesmente não terminar? Óbvio que na hora eu falei maéclaaaaaro que não, João, eu TENHO que terminar isso! – eu basicamente discordo de tudo o que ele diz em primeiro lugar, só depois reavalio e vejo que, geralmente, ele está certo.

Mas não dessa vez, meu amor.

Quer dizer. Eu até pensei. E se nunca acabasse? E criei uma realidade paralela em que Stephanie Meyer veria que, assim como eu e outras meninas de 14 anos, não poderia viver num mundo em que a Twilight Saga não existisse, um mundo em que leões e cordeiros nunca se apaixonam, em que nas noites de amor as mulheres não acordam cheias de hematomas e, oi, tô eu aqui mandando spoiler. É que nesse mundo Stephanie não estaria satisfeita com a vida de milionária que eu ajudei a proporcionar, e veria que sua vida nunca estaria completa se ela não lançasse mais livros. Aí, nesse meu mundo paralelo, a saga viraria um daqueles romances açucarados de banca de jornal (não que esteja muito distante disso, sejamos críticas) vendidos a R$ 5, tipo Julia ou Sabrina, lançados uma vez por mês.

Éééééé… é bom acordar. E ler mais um capítulo. Só mais um.

 

P.S.: Viram que essa semana a equipe da produção de Amanhecer deve vir ao Rio? Parece que vão rolar umas gravações na Lapa e tudo. Tô marcando uma cerva com o pessoal para fechar os detalhes, ok? I’ll keep you posted.

Mas Fernanda, e a Copa?

Você não tem uma blusa do Brasil?

Até tenho, uma meio retrô, era do meu irmão, mas ele cresceu.

E os jogos, você não assiste?

Assisto. Em casa, na casa do namorado, em restaurantes (quando tenho que voltar para o trabalho). E falo bobagens por 45 minutos sem parar.

E unhas verde-e-amarelas, rola?

Rola verde, um tiquinho. Mas não me venha com nail art.

Uma misturinha que fiz juntando verde escuro da Impala, Marina, Renda Vitrilhos e um pouco de branco. Ah, e as cutículas mal tiradas.

.

Mas então, Fernanda, pq nenhum look da Copa?

Ahmmmm… primeiro pq não acho meus looks-pra-ficar-no-sofá a coisa mais linda do mundo. E segundo pq…

 

QUARTAFEIRAESTREIAECLIPSEEEUVOU

ASSISTIRAPRIMEIRASESSÃO!!!!!!!!!!!!!!!!

Ele está entre nós

Tava eu num dia meio paradão, sem nenhuma vontade de trabalhar quando, de repente, recebo um e-mail bapho do nosso amigo Robert. E aquilo me chocou. Sim, porque Robert é um cara reservado, tem aquela cara de cachorro que caiu do caminhão de mudança que super nos conquista, mas vá lá, é meio bicho do mato e quase nunca me telefona. Uma pena. Então, qual não foi minha surpresa ao receber o doce e-mail de Robert com a foto a seguir:

.

Antes de fazer qualquer juízo de valor (pq sou moça fina que evita falar mal do culote alheio), corri para a mensagem de Rob, que faço questão de transcrever aqui – uma pena o texto não ter vindo com o sotaque britânico desse homem, mas tudobem:

Oh, bloody hell!
Someone please save Mischa! She’s been attacked by her mother’s 80’s wardrobe! And, oh my, I guess that people from Starbucks are not xactly happy with the effects of caramel moccas on her legs… Oh, please, please, someone save her from Starbucks too!

P.S.: Can you imagine my trauma the if she was comfortably seated?

Bom, deixa eu traduzir pra vocês… e, bem, como não conseguiremos chegar ao lindo sotaque britânico, deixo vocês com a tradução para o carioquês? Beleza? Então imaginem que o Robert veio passar uns tempos no Rio, viu a foto da Mischa Barton, chocou e me mandou o seguinte e-mail, com o sotaque do Evandro Mesquita:

Ih, caraca, mermão!
Alguém salva essa Mischa, pelamordedeus? Se liga que ela deve ter sido engolida pelo armário da mãe dela, vindo diretamente dos anos 80, carááááleo! E, tipassim, acho que a galera do Starbucks nem deve estar curtchindo essa parada, pq se liga nos efeitos de muito mocca de caramelo no culote da mulé…então simbora salvar a Mischa do Starbucks também!

P.S.: Imagina se a foto fosse dela sentada?

É… acho que essa blusinha com barriga de fora não favorece ninguém. Tipo short de couro largo. Meio #fail.

A namorada do River Phoenix, a Claire de LOST, Old 007 e nosso querido Rob

Nessa véspera de feriadón, eu e Marcela (do querido Coisa Minha) fomos conferir a atuação do Rob depois daquele cursinho no Tablado que pagamos pra ele. O filme é Remember Me, e eu já sabia que trazia a Claire do LOST no elenco(como é que eu vou viver depois que essa série terminar, alguém me diz?), mas logo na primeira cena fiquei com lágrimas nos olhos ao reconhecer a Martha Plimpton.

.

Martha hoje.

.

Martha ontem.

.

Deixa eu explicar pros desavisados: Martha Plimpton foi a primeira namorada do River Phoenix. Eles se conheceram crianças e começaram a namorar. Eu assisti Running On Empty com eles dois e é a coisa mais linda do mundo, então deixa eu te dizer que ver a Martha lá, hoje uma jovem senhora, me fez lembrar do River e de como ele me toca. Então vou deixar claro que Rob não chegou lá não, que River Phoenix é outra categoria, e já começo o post com saudades de uma coisa estranha que eu nem vivi. Ok, stop being a diva. Vamos continuar.

.

Então, gente, voltando ao Remember. Eu e Marcela nos enchemos de pipoca e refrigerante – e nos arrependeríamos depois – e entramos no cinema. Para nos fazer companhia, um monte de outras meninas e alguns namorados pegos de surpresa. Passa trailer de lá, passa trailer de cá, e me entra um Summit  todo encoberto por neblina na tela. Putaqueopariu, é o trailer de Eclipse. Não, não era. A gente que surtou. Malzaê.

Quando o filme começou de fato, a galera não teve como não suspirar. O homem me aparece com carinha de cachorro que caiu do caminhão de mudança, num take de baixo pra cima. Eles sabem o que fazer para nos enlouquecer. E o Rob ainda me fica bebendo e fumando 70% das cenas, o que realmente me conquista num combo cinema-escuro-sem-cheiro-de-nicotina-nem-bafo-de-cachaça, mas não na vida real. Então eu e Marcela ficamos basicamente comendo-bebendo-suspirando por duas horas. E falando, claro. Mas tava todo mundo falando nesse cinema. Era a Claire fazer um doce pra neguinho na frente já falar oi, como assim, tá fazendo doce pro Edward, cara?! E a gente concordar.

Além da ex do River e do nosso boffiscândalo, o filme também tem o Pierce Brosnan (é esse o nome, gente? pq na hora de pronunciar eu mando um embromation), o antigo 007, fazendo o que ele sabe melhor: ajeitar a gravata e fazer cara de phyno. O cara é phyno mesmo. Vou dizer que mandei um boa, 007! em alguns momentos.

.

Mas peraí que também tem as roupas, néam?

Rob fica o filme praticamente todo de xadrez. É isso mesmo. É o Rob, e ainda é xadrez. Ô Summit, o filme foi feito pra mim, é isso? Brigadan.

Xadrez com jaquetinha

.

 

Xadrez verdinho

.

Xadrez com perna branca

.

.

.

Xadrez e desmunhecando (Porra, Robert!)

.

Xadrez e fodidinho

.

E logicamente Rob tem que pegar a “Bella” do filme, sabe cumé? Os gringos tem um nome pra esse estilo: tomboy-ish. Tipo menininho mesmo, a Claire só me usa calça skinny, coturno, allstar e moletom (nããããão!), mas sabe que deu pra invejar algumas pecinhas? Advinha quais?

.

Xadrezinho vermelho

.

Meu preferido de todos no mundo hoje.

.

Então, gente, e o filme? Achei bom. O cursinho de teatro valeu, e acho que o Robert Pattinson tá bem melhor, não faz tantas caretas quanto em Crepúsculo, por exemplo. Ele também convence nos pegas com a Claire do LOST e nas caras pensativas dos momentos de depressão. O filme é até bem dirigido e tudo, não chega a ficar com muitas pontas soltas. O enredo é meio fraco, assim, mas acho que vale dérreais. Na verdade, vale os R$6 da locadora também. Fica a dica.

.

Ah, e pra fechar esse post gigante, a roupitcha do dia foi a seguinte (com expressões faciais feitas durante o filme, tá?):

.

Meodeeeeeeos, é o trailer de Eclipse!!

.

Que homem é esse, gente?

.

Aaaaaain, ele é tão fofo!

.

Jesus, me abana!

.

Saia Totem. Sapatilha Juicy Couture. Blusinha Zipper Zipper.

Hope for Rob

.

Vocês viram o show que arrecadou fundos para a reconstrução do Haiti? O Hope for Haiti reuniu artistas foda para ajudar o país arruinado pelo terremoto..teve showzaço da Madonna cantando Like a Prayer com um coral, essas coisas maravilhosas que fogem completamente do estilão Criança Esperança que conhecemos. Mas aí, né, chegou o meu lindíssimo Rob. Deus, alguém viu Robert Pattinson apresentando? Fiquei com vergonha demais por ele – sabe quando você quer se afundar no sofá? Como ser inexpressivo em 3 passos: taí um livro que nosso amigo poderia escrever. Alguém dá uma bolsa no Tablado pra ele?

.

Beijomeliga, Jacob Taylor.

UPDATE: vejam com seus próprios olhos.

Hoje é sexta-feeiraaaa

Ainda não tirei a foto do look de hoje, então vou aproveitar pra fazer algumas observações:

  • Ainda lendo Inner Harbor, o 3º livro da Chesapeake Bay Saga, da Nora Roberts. Esse é menos quente, acho. E também não me apaixonei perdidamente pelo Phillip Quinn, o publicitário espertinho, personagem principal. Mas como sempre imagino que ator ele seria (no caso de um filme-baphônico), fica a minha dica:

phillip quinn

Ryan, querido, você é meu Phillip Quinn.

.

.

Olá, estou com uma barriga ver-go-nho-sa, tudo bem?


meligaTudo bem, gata, vem fazer um exercício comigo.

.

.

  • Não vejo A HORA de chegar o fim de semana. Dar uma relaxada, dormir um pouco mais, ter um contato com a natureza…

taylor-lautner-interview-magazine-video-14Contato com a natureza???

.

Tá, era uma desculpa pra mostrar a foto do Jacob Black, Taylor Lautner pra revista Interview… e não deu pra resistir à morenice, queixinho furado e carinha de “vem cuidar de miiiiim!”...me desculpem, é a sexta, gatas!

.

Inspirem-se pro finde!

Finde

Como foi o fim de semana de vocês? O meu foi tudo de bom. Além de ficar com o namorado, coladinha, ainda encontrei com ninguém mais, ninguém menos, que Edward Cullen, galerinha. Isso mesmo. Num passeio no shopping com o namorado oficial, eis que encontro o vampiro, meu segundo amor, colocado meio de lado no momento (tendo em vista que estou lendo o segundo livro da saga na Nora Roberts e estou amando  Ethan Quinn. Vai entender).

Não resisti e tirei uma foto com o vampiro mais conhecido no mundo desde Lestat:

04-07-09_2139

04-07-09_2140

uahuahuhahuahuhauhuha

.

Esse Edward Cullen de papelão está na Saraiva do Botafogo Praia Shopping! Não resisti, paguei o mico e meu namorado me fotografou, sem ciúme!! Te amo, Ju 🙂 Obrigada pelo micão!

Dreamin’ Day

Mais conhecido como Payday (desculpe, foi sem querer! hahaha) ou Dia do Pagamento, é basicamente o dia em que todos os meus sonhos são possíveis. Não que eu esteja ganhando em dólar (tentei pedir, mas não colou por aqui!), mas estou louca por umas comprinhas.

No entanto, darlings, tenho que me controlar. Tenho mesmo. Planos e mais planos, sabem como? Morar com o namorado num ap pequeno-porém-descolado-com-paredes-coloridas (baixou a louca da revista de decoração), viajar nas minhas férias… não posso ficar gastando feito uma inconseqüente. Por isso, vou planejar antecipadamente meus gastos esse mês.

.

Assim, em julho eu vou:

– Comprar uma t.shirt Twilight no cafepress.com

cafepress

– Comprar o 3º livro da série, Eclipse (R$ 30);

eclipse

– Comprar, no máximo, 3 peças de roupa;

– Comprar no Pokkuru minhas bijus-delícia (R$ 70, no total);

– Comprar uns esmaltes na Head2Toe ;

– Comprar uma maxibolsa ou um sapato. Não os dois, gata.

.

E se der vontade de comprar mais alguma coisa, o que eu faço, Rob??

simata!

Pq comprar eu não posso!